Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

09 Fevereiro de 2018 | 16h09 - Actualizado em 09 Fevereiro de 2018 | 16h08

Centro de Acolhimento de crianças recebe bens alimentares

Mbanza Kongo - Bens alimentares diversos foram entregues hoje (sexta-feira) ao Centro de Acolhimento de crianças com necessidades especiais de protecção "Frei Giorgio Zulianello", em Mbanza Kongo, província do Zaire, por uma empreiteira chinesa de construção e obras públicas, representada na região.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Zaire: Entrega de material escolar às crianças do centro "Giorgio Zulianello"

Foto: Pedro Moniz Vidal

O donativo é constituído por 40 sacos de farinha de milho, de 25 quilogramas cada, 30 sacos de arroz, 100 litros de óleo vegetal, sabão, cinco caixas de massa de tomate, assim como algum material escolar e bolas de futebol.

Procedeu à entrega dos bens, o responsável nacional da empresa chinesa "CTCE", Li We, que prometeu continuar a prestar mais apoios à instituição que acolhe 55 crianças, de ambos os sexos, com idades entre um ano e 17 anos.

“Continuaremos a apoiar este centro, com diversos bens, no âmbito da acção social da nossa empresa de apoio às camadas mais desfavorecidas”, sublinhou.

Ao louvar o gesto, o responsável do Centro, Frei Danilo Grosselli, admitiu que o donativo vai ajudar na melhoria da dieta alimentar dos menores, durante algum tempo, tendo lançado o apelo para que mais apoios surjam.

Pediu, na ocasião, às entidades de caridade para que estendam, também, o seu apoio à reabilitação deste estabelecimento, que existe há, sensivelmente, oito anos, queixando-se da infiltração de água da chuva, devido à deterioração acentuada do telhado.

O Centro "Frei Zulianello" acolhe crianças abandonadas pelos seus próprios parentes e outras, oriundas da República Democrática do Congo (RDC), que escaparam do alegado tráfico de menores, envolvendo uma suposta rede que actua a partir do país vizinho.

A funcionar desde 2010, sob tutela da Direcção Provincial da Assistência e Reinserção Social, e cuja gestão está a cargo dos padres capuchinhos da Igreja Católica local, o Centro tem a capacidade de acolher 80 menores.

Para além do amparo, a instituição proporciona, também, formação académica e técnico-profissional aos petizes.

Leia também
  • 31/01/2019 18:23:02

    PN detém falsificador de documentos no Zaire

    Soyo - Um cidadão da República Democrática do Congo (RDC), acusado de falsificar e vender certificados e declarações escolares, no município do Soyo, província do Zaire, foi apresentado, nesta quinta-feira, pela Polícia Nacional (PN), aos órgãos de comunicação social.

  • 31/01/2019 11:21:38

    Detido cidadão que se fazia passar por funcionário do Minint

    Mbanza Kongo - Um cidadão de 33 anos de idade, que se fazia passar por funcionário da Delegação do Ministério do Interior (Minint) na província do Zaire, foi detido quarta-feira, na vila do Nzeto, pela Polícia Nacional.

  • 29/01/2019 11:44:17

    Adolescente morre afogado na praia do Nzeto

    Mbanza Kongo - Um adolescente de 17 anos de idade morreu afogado na tarde desta segunda-feira, numa das praias da vila do Nzeto, província do Zaire.

  • 28/01/2019 17:21:18

    SIC recupera 130 carteiras escolares supostamente furtadas

    Soyo - Cento e 30 carteiras escolares supostamente furtadas numa das escolas do Iº ciclo do ensino secundário no município do Soyo, província do Zaire, foram recuperadas no último fim-de-semana, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC).