Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

08 Fevereiro de 2018 | 16h30 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2018 | 16h30

Septuagenária morta à paulada pelo próprio filho em Caconda

Caconda - Uma cidadã de 78 anos de idade foi morta à paulada pelo seu próprio filho de 35, por crença ao feiticismo, esta semana, no município de Caconda, província da Huíla, informou a Polícia Nacional.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Supeitos detidos pela Polícia

Foto: Belarmina Paulino

O facto vem expresso num relatório-síntese obtido esta manhã pela Angop, onde lê-se que o crime ocorreu quando a vítima regressava da lavra, no percurso foi interpelada pelo acusado, desferindo-a com vários golpes na região craniana, causando assim ferimentos graves, tendo perecido no hospital, para foi transportada.

No mesmo período, lê-se no relatório, a Polícia registou igualmente duas violações sexuais ocorridas nos municípios do Lubango e da Matala.

No Lubango, deu-se na via pública, mais precisamente no bairro Tchioco, pelas das 22 horas, praticado por um cidadão de 24 anos de idade já detido, sendo a vítima cidadã de 22 anos. O crime consumou-se quando a vítima dirigia-se à residência do seu namorado e no percurso foi interpelada pelo acusado, que forçosamente arrastou-a aos arbustos e praticou o delito.

Na Matala o crime aconteceu no interior de uma residência, praticado por dois cidadãos em fuga, sendo a vítima uma adolescente de 15 anos de idade.

No período em referência, a polícia observou 83 crimes diversos, menos três em relação ao período anterior, dos quais 64 foram esclarecidos, com 62 detidos, mais dois. Os mesmos ocorreram nos municípios do Lubango (39), Caconda (10), Matala (seis), Humpata e Caluquembe com cinco e Chibia (quatro).

Ainda durante a semana, a corporação, desmantelou uma associação de malfeitores composto por seis indivíduos, que dedicavam-se à prática de crimes de roubo de artigos diversos, com recurso a armas brancas no município do Lubango.

Quanto aos acidentes de viação, foram registados 32, mais um em relação ao período anterior, resultando em três mortos menos dois, 22 feridos, que caracterizaram-se por 12 colisões entre veículos automóveis, atropelamentos e colisões entre veículos automóveis e motociclos com sete para cada e seis despistes.

Quanto as causas, excesso de velocidade, não cedência de prioridade de passagem e ultrapassagem irregular determina os incidentes que aconteceram nas localidades do Lubango com 27, Chibia, Quilengues, Matala, Cacula e Humpata com um para cada.

 

Assuntos Crime   Província » Huíla  

Leia também
  • 05/02/2019 16:06:23

    Militar das FAA morto a tiro na Matala

    Matala - Um militar das Forças Armadas Angolanas (FAA), de 37 de anos de idade, afecto ao Batalhão de Logística, foi morto a tiro, domingo (3), por meliantes ainda não identificados, no bairro Calumbiro, no município da Matala, província da Huíla.

  • 03/02/2019 12:53:13

    Cidadã de 18 anos de idade violada por três homens no Lubango

    Lubango - Uma cidadã de 18 anos de idade foi violada por três indivíduos desconhecidos na noite de sábado, no município do Lubango, província da Huíla, informou hoje, domingo, o porta-voz da Polícia Nacional na Huíla, inspector-chefe Luís Filipe Zilungo.

  • 01/02/2019 19:54:01

    Marido mata esposa com golpes de enxada no Bié

    Cuito - Uma jovem, de 30 anos de idade, foi morta com golpes de enxada na cabeça, quarta-feira, na comuna de Sande, no município de Catabola, província do Bié, supostamente pelo marido, devido a um desentendimento entre ambos ocorrido numa lavra.

  • 01/02/2019 00:38:55

    Mais de 130 casos de violência doméstica registados na Matala

    Matala - Cento e 34 casos de violência doméstica foram registados no município da Matala, província da Huíla, durante o ano de 2018, 63 a menos que no ano anterior, informou quinta-feira a chefe de Secção da Acção Social Familia e Promoção da Mulher Lúcia Ndjiloy.