Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

06 Fevereiro de 2018 | 10h42 - Actualizado em 07 Fevereiro de 2018 | 10h37

Unicef apoia famílias na construção de latrinas

Luena - Dez mil famílias foram incentivadas, nos últimos dois anos, a construir latrinas em suas residências para evitar defecar ao ar livre, no âmbito do Programa de Saneamento Básico liderado pela comunidade, num trabalho desenvolvido pelo Fundo das Nações Unidas Para Infância (UNICEF).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Representante do UNICEF no Moxico, Teófilo Kaingona

Foto: David Dias

Nesta senda, o UNICEF declarou livre da defecação aberta os bairros Alto Campo, Zorró, 4 de Fevereiro e Chitali, todos da periferia do Luena, onde estão inseridas as 10 mil famílias.

Em declarações, terça-feira, à Angop, para o balanço do projecto implementado desde 2016, o representante do UNICEF no Moxico, Teófilo Kaingona, apontou que os bairros referidos são os que apresentam maior densidade populacional e índice de defecação ao ar livre.

Actualmente o projecto passou agora a ser implementado nas sedes municipais de Camanongue, Cameia, Léua e Luau.

Ainda em 2016, o UNICEF implementou o programa de Apoio a Protecção Social (APROSOC), que consistiu no diagnóstico do número de pessoas vulneráveis existentes nas comunidades, desde recém-nascidos aos idosos, com ou sem deficiência física.

Explicou ter diagnosticado, através de 40 activistas, as regedorias de maior densidade populacional do município do Moxico (sede) e do Camanongue, acompanhando as pessoas vulneráveis até encaminha-las as instituições de direito para receberem o apoio necessário.  

A comuna de Lucusse, a povoação de Nhamutenga Adumba, Mutoxi, Chitali e Mushivi, foram as localidades do município sede (Moxico) beneficiadas, enquanto em Camanongue abrangeu a sede municipal e as regedorias de Mussirindjinji, Muacandala e Locó, indicou.

Nesta fase piloto, acrescentou, o APROSOC está a ser implementado nas províncias do Moxico, Bié e Uíge, com o desenvolvimento de um novo modelo de proteção social de base com vista a apoiar as pessoas mais vulneráveis destas regiões.

Orçado em 32 milhões de euros, o projecto, é idealizado pelo Governo de Angola, através do Ministério Acção Social, Família e Promoção da Mulher, financiado pela União Europeia e conta com apoio técnico do Unicef, aferiu.     

Por outro lado, disse que no sector da educação, o UNICEF apoia o projecto “Escola Amiga da Criança”, implementado em cinco escolas, sendo quatro no município do Moxico e uma no Luau.

Explicou que o apoio consiste na formação e capacitação dos professores daquelas escolas, com temas e conteúdos ligados ao ensino centrado ao aluno, desenvolvimento de habilidades pedagógicas no ensino da matemática e língua portuguesa.

Ressaltou que no projecto “Escola Amiga da Criança”, a promoção da qualidade de ensino é relevante, por incentivar práticas saudáveis de higiene como, a reabilitação das instituições escolares, principalmente, as casas de banho, instalação de furos de água entre outras acções.

No mesmo sector, acentuou, o UNICEF conta com o projecto denominado “Nascer com Registo”, onde financiou a formação de brigadistas e técnicos da delegação provincial da Justiça e Direitos Humanos, com intuito de abranger e facilitar o registo de pessoas adultas e recém nascidas da região.

Como perspectiva, o UNICEF prevê implementar, a médio prazo, o programa “Nascer com Registo” nas maternidades e centros infantis a nível dos nove municípios que compõem a província do Moxico, para dar resposta aos problemas sociais que afectam as comunidades, com realce para as crianças.

Leia também
  • 21/03/2018 14:35:43

    Unicef destaca programa de registo logo a nascença

    Uíge - O representante do Unicef em Angola, Abubakar Sultan, considerou hoje, quarta-feira, nesta cidade, que o programa " Nascer com registo", do Ministério da Justiça, é uma importante estratégia inovadora que visa salvaguardar o direito da criança obter um registo e uma identidade logo à nascença.

  • 21/03/2018 14:31:07

    Programa "Nascer com Registo" prevê atingir 180 postos informatizados

    Uíge - O programa "Nascer com Registo", do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, que prevê a interligação das maternidades e as unidades de saúde às Conservatórias de Registo Civil, por meio de um sistema informatizado, prevê atingir, até o próximo ano, 180 postos.

  • 21/03/2018 12:59:10

    Membros do IAJ visitam Angop

    Luanda - Membros do Instituto Angolano da Juventude (IAJ) visitaram hoje, quarta-feira, em Luanda, a Agência Angola Press (Angop) onde trataram assuntos de cooperação.

  • 21/03/2018 11:22:47

    Associação expande rede de combate contra as drogas

    Luena - A expansão e o engajamento de novos membros da sociedade na rede de combate contra as drogas no Moxico são entre outras as prioridades do novo secretário da ANLD (Associação local de Luta contra as drogas), Herman Miji, eleito hoje, quarta-feira, no Luena.