Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Fevereiro de 2018 | 13h56 - Actualizado em 14 Fevereiro de 2018 | 13h56

Bispo católico insta fiéis a promover uma caridade mais ardente

Ndalatando - O bispo católico da diocese de Ndalatando (província do Cuanza Norte), dom Almeida Kanda, instou os fiéis hoje, quarta-feira, a aproveitar o período litúrgico da quaresma como oportunidade para promoção de uma caridade mais ardente e baseada na atenção especial às pessoas vulneráveis, sobretudo os idosos e doentes.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte: Dom Almeida Kanda, bispo da diocese de Ndalatando

Foto: Lucas Leitão

Na sua homilia durante a missa que marcou a abertura do período quaresmal, o prelado apelou aos fiéis a assumir uma caridade mais diligente e ardente às pessoas carentes de ajuda de vária índole.

Defendeu a necessidade de os cristãos encararem a quaresma (período litúrgico que antecipa a festa da páscoa) como tempo de penitência intensa, baseada no jejum, abstinência e devoção à Deus, por via do percurso do caminho do arrependimento.

Apelou a moderação no modo de falar e agir, devendo os fiéis optarem pela promoção da reconciliação, harmonia e comunhão fraterna com as pessoas ao redor.

Dom Almeida Kanda defendeu ainda a necessidade dos cristãos pautarem pelo jejum e abstinência no dia da quarta-feira das cinzas, como gesto de purificação do corpo, visando o crescimento espiritual.

Esclareceu que a celebração da quarta-feira das cinzas constitui um ritual litúrgico que assinala o início dos 40 dias do período da quaresma, que antecipa a festa da Páscoa.

A missa, decorrida na igreja sé-catedral de Ndalatando e assistida por mais de cinco centenas de fiéis, foi marcada pela imposição do sinal da cruz com o pó de cinzas sobre a testa de cada um dos cristãos presentes na celebração, como símbolo de purificação espiritual.

Leia também
  • 08/11/2018 17:46:00

    Responsável sugere cooperativas numa única entidade

    Ndalatando - A necessidade da criação de uma única entidade que congregue todos os ramos do cooperativismo para melhor organização e defesa dos seus direitos foi defendida, hoje (quinta-feira), em Ndalatando, Cuanza Norte, pela vice-presidente da Federação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agropecuárias de Angola (Unaca), Ricardina Machado.

  • 08/11/2018 17:31:48

    APROSOC facilita registo de 400 menores de cinco anos

    Luena - Quatrocentas menores vulneráveis, de cinco anos de idade, da comuna do Lucusse, província do Moxico, beneficiaram, de Julho até a presente data, de registo de nascimento gratuito e vacinas contra o tétano e a pólio, no âmbito do Projecto de Apoio à Protecção Social (APROSOC).

  • 08/11/2018 17:24:09

    Anciã morre por Descarga atmosférica no Cuvango

    Cuvango - Uma anciã de 75 anos de idade morreu, quarta-feira, vítima de descarga atmosférica, no município do Cuvango, província da Huíla, informou hoje, quinta-feira, no Lubango, o porta-voz do Comando Provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiro, Inocêncio Hungulo.

  • 08/11/2018 17:15:30

    Paz exercício de soberania e segurança - diz responsável

    Luanda - A construção da paz é um exercício de soberania e de segurança nacional, por constituir a base para a defesa e preservação do bem comum, cujo objectivo fundamental deverá ser dotado as crianças e adultos, considerou hoje, quarta-feira, em Luanda, o director-geral da Fundação Eduardo dos Santos (FESA), João de Deus.