Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Março de 2018 | 08h09 - Actualizado em 16 Março de 2018 | 08h08

Associação de antigos combatentes quer melhores condições

Luena - A associação agrícola dos antigos combatentes no município sede (Moxico) pediu quinta-feira, a intervenção do governo provincial nas suas acções para a resolução dos principais problemas que afectam os associados.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Moxico: Director provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Alberto Keshipoco

Foto: Luena

O pedido foi feito durante a palestra alusiva às comemorações do 15 de Março, dia que marca a expansão da luta Armada de Libertação Nacional, realizada na povoação de Lucocua, comuna do Lucusse, 118 quilómetros a sul da cidade do Luena.

Na ocasião, o líder da associação, Pereira Chinguinheca, explicou que a colectividade trabalha em condições precárias, carecendo de água potável, instrumentos de trabalho, meios tecnológicos e de transporte para o seu escoamento de produtos para os principais centros de consumo.

Integrado por 562 ex-militares, a associação produz em maior escala, a mandioca, milho, amendoim, batata-doce e verduras, numa área de 700 hectares, no âmbito da diversificação da economia nacional, apontou.

Uma dos membros da associação, Inês Domingas, antiga combatente de 52 anos de idade, lamentou o facto de a agremiação localizar-se numa zona que carece quase um pouco de tudo.

Indicou a falta a inexistência de escolas, hospitais e o saneamento básico, que segundo ele, dificultam a vida dos habitantes na sua maioria camponeses.

Corroborando com a mesma opinião o ex-guerrilheiro Pedro Wayonda, 61 anos, exigiu o respeito pelos direitos reservados pela lei aos antigos combatentes, fundamentalmente, no que tange a educação dos filhos.

Ao intervir o acto, o director provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Alberto Keshipoco, disse que o executivo vai empenhar-se no apoio as actividades que visam a diversificação da economia, enaltecendo a criação da associações agrícolas, por contribuir na melhoria de condições de vida da população.

“O governo está ciente das dificuldades que os antigos combatentes enfrentam”, reconheceu o director provincial solicitando calma e paciência aos assistidos, por augurar dias melhores com a atribuição de um cartão que os vai identificar.

Leia também
  • 04/02/2019 22:16:51

    Associação planta mais de 600 árvores na Banga

    Banga - Pelo menos 650 espécies de árvores ornamentais e fruteiras foram plantadas esta segunda-feira, na vila da Banga, sede do município com o mesmo nome, província do Cuanza Norte, numa acção da associação dos naturais e amigos da localidade, Anabanga.

  • 04/02/2019 17:52:09

    Serviços de saúde mais próximo dos habitantes de Ngola Luije

    Malanje - Um centro de saúde, com serviços de pediatria, medicina, pré-natal e parto, foi inaugurado hoje (segunda-feira), na comuna de Ngola Luije, município de Malanje, visando aproximar os serviços sanitários à população.

  • 04/02/2019 17:52:03

    Município do Huambo ganha equipamentos sociais

    Chipipa - Uma escola e um sistema de rega foram inaugurados hoje, segunda-feira, no município do Huambo, província com o mesmo nome, no quadro das comemorações do 58º aniversário do início da Luta de Libertação Nacional.

  • 03/02/2019 16:23:36

    Empresário português morto por meliantes em sua residência

    Malanje - O cidadão de nacionalidade portuguesa, empresário do ramo hoteleiro, Adérito Florêncio Teté, de 78 anos de idade, foi morto na madrugada deste domingo por meliantes no interior da sua residência, nesta cidade.