Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Abril de 2018 | 15h38 - Actualizado em 16 Abril de 2018 | 15h38

Primeira Bíblia em Nyaneka vai ser lançada esta semana no Lubango

Lubango - A primeira Bíblia em língua nacional Nyaneka Nkumbi, na versão do subgrupo étnico "Muila", predominante na província da Huíla, vai ser lançada a público quinta-feira, no Lubango, uma iniciativa conjunta de várias congregações religiosas, fez saber hoje (segunda-feira) o coordenador do Comitéde Tradução, reverendo Dinis Marcolino Eurico.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Reverendo Dinis Eurico, presidente da IESA

Foto: Morais Silva

Em declarações à Angop, o reverendo Dinis Marcolino Eurico afirmou que, desde 1998, o “aturado” processo teve o envolvimento das Igrejas Católica, Evangélica e Adventista do 7º Dia.

Admitiu que o trabalho foi “complexo”, mas está concluído, graças ao empenho e persistência dos envolvidos, pelo que na quinta-feira será lançada a primeira versão do “Livro Sagrado”, traduzido em Nyaneka.

O também pastor e presidente da Igreja Evangélica Sinodal de Angola (IESA) afirmou ser necessário unir todas as congregações, para que se obtivesse o maior consenso possível, por isso demorou “muito” tempo a tradução da Bíblia.

Numa primeira fase, estão impressas mil unidades, editadas na África do Sul e que já se encontram no Lubango, abrindo-se a possibilidade de produzir-se mais, caso haja aceitabilidade dos fiéis.

“Deus quer que cada povo ouça a palavra de Deus na sua língua materna, pelo que faltava esse instrumento na língua Nyaneka”, frisou o reverendo Dinis Eurico.

 A língua Nyaneka Nkumbi é utilizada para designar um conjunto de etnias agro-pastoris do sul de Angola, localizadas na sua maior parte na província da Huíla. A maior parte deles aderiu ao Cristianismo, com maior realce para a Igreja Católica, no período colonial, embora pratiquem uma dualidade de cultos, já que alguns mantêm as suas práticas ancestrais.

Leia também
  • 06/02/2019 07:51:56

    Construídos seis reservatórios de retenção de águas pluviais nos Gambos

    Lubango - Seis reservatórios com capacidade para armazenar entre 52 a 62 mil metros cúbicos de águas pluviais, para responder aos períodos de seca, foram construídos em 2018 em três localidades do município dos Gambos, pela ADRA- Antena Huíla e Cunene, no âmbito do projecto de Fortalecimento da Resiliência e Segurança Alimentar Nutricional (FRESAN).

  • 05/02/2019 16:06:23

    Militar das FAA morto a tiro na Matala

    Matala - Um militar das Forças Armadas Angolanas (FAA), de 37 de anos de idade, afecto ao Batalhão de Logística, foi morto a tiro, domingo (3), por meliantes ainda não identificados, no bairro Calumbiro, no município da Matala, província da Huíla.

  • 03/02/2019 12:53:13

    Cidadã de 18 anos de idade violada por três homens no Lubango

    Lubango - Uma cidadã de 18 anos de idade foi violada por três indivíduos desconhecidos na noite de sábado, no município do Lubango, província da Huíla, informou hoje, domingo, o porta-voz da Polícia Nacional na Huíla, inspector-chefe Luís Filipe Zilungo.

  • 01/02/2019 00:38:55

    Mais de 130 casos de violência doméstica registados na Matala

    Matala - Cento e 34 casos de violência doméstica foram registados no município da Matala, província da Huíla, durante o ano de 2018, 63 a menos que no ano anterior, informou quinta-feira a chefe de Secção da Acção Social Familia e Promoção da Mulher Lúcia Ndjiloy.