Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Julho de 2018 | 18h39 - Actualizado em 12 Julho de 2018 | 18h39

Sociedade civil em formação sobre género e VIH/Sida

Malanje - Membros das organizações da sociedade civil e de associações e cooperativas de camponeses e quadros da Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA) participam, a partir de hoje (quinta-feira), nesta cidade, no VIII módulo anual de formação sobre género e VIH/Sida.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Com duração de dois dias, a formação está a ser promovida pela ADRA com objectivo de reforçar a sua capacidade e sustentabilidade institucionais relacionadas com o desenvolvimento sustentável e com as temáticas de direito das mulheres, género e VIH/Sida nas comunidades.

Consta ainda dos objectivos do evento, identificar e analisar os desafios da organização sobre o género e direito das mulheres à luz do seu Plano Estratégico referente ao período de 2018/2022.

De acordo com o director da ADRA em Malanje, Fernando Santos, a promoção do equilíbrio e justiça de género constitui um dos desafios da organização, daí a razão da promoção anual da formação, com vista a aumentar os conhecimentos dos seus quadros, da sociedade civil dos parceiros sobre o género, mulheres e VIH/Sida.                                                                                                                                                                               

Por isso, diz, espera-se que com a formação sejam refrescados conhecimentos e produzidas contribuições e sugestões que concorram para o alcance das linhas de acção do plano estratégico da ADRA para os próximos tempos.

Por sua vez, o administrador municipal de Malanje, João de Assunção, reconheceu a contribuição que a ADRA tem dado para uma melhor equidade do género e prevenção do sida, com a realização de várias acções de sensibilização e formação nesse domínio.

Considerou que apesar dessas iniciativas da ADRA, aliadas a outras do Governo e não só, ainda regista-se hoje novos casos de sida, o que demonstra algum comportamento de risco que sobretudo os jovens enfrentam, com a prática de relações sexuais desprotegidas, o que preocupa as autoridades administrativas locais e centrais.

Durante a formação, os participantes vão abordar matérias relacionadas com as estratégias a adoptar para um envolvimento e participação das mulheres nos debates sobre a temática em discussão, abordagem epidemiológica sobre a questão de VIH/Sida, visão cultural e religiosa sobre a luta contra a doença, entre outros aspectos.

O evento conta também com a participação de representantes das organizações da sociedade civil dos municípios do Quela, Cacuso, Kiwaba Nzoji e Calandula (Malanje) e de Luanda.

Leia também
  • 12/07/2018 18:30:05

    População de Malanje cresce em mais oito porcento em quatro anos

    Malanje - A população da província de Malanje cresceu 8,93, nos últimos quatro anos, fruto do aumento da taxa de fecundidade da mulher e do planeamento familiar, segundo deu a conhecer hoje, quinta-feira, à Angop, o director local do Instituto Nacional de Estatística (INE), Sidó Socola.

  • 12/07/2018 16:57:19

    Infracções laborais aumentam na Lunda Sul

    Saurimo - Quinhentos e 25 infracções laborais diversas foram registados, em seis meses, pelos Serviços de Inspecção do Trabalho na Lunda Sul (SPIT), um aumento de 130 casos em relação a igual período anterior, informou hoje, quinta-feira, em Saurimo, o chefe provincial do sector na região, Abel Fidel.

  • 12/07/2018 16:08:48

    Empresa de Águas promete restabelecer fornecimento a Ndalatando

    Ndalatando - A Empresa de Águas e Saneamento do Cuanza Norte (EASCN) anunciou hoje, quinta-feira, que vai repôr, nas próximas 24 horas, o fornecimento normal de água a Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte, interrompido desde segunda-feira (09), devido a uma roptura na principal conduta que transporta o líquido aos diferentes bairros da cidade.