Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

10 Agosto de 2018 | 11h40 - Actualizado em 10 Agosto de 2018 | 11h40

Bombeiros sensibilizam proprietários de estabelecimentos comerciais

Luanda - O comando de Luanda do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB) intensifica, desde segunda-feira, o trabalho profilático de inspecção e reinspenção nas superfícies comerciais com vista a prevenir a propagação de incêndios.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Efetivo da proteção civil, extingue Incêndio em Luanda

Foto: Angop

O porta-voz do SNPCB, Faustino Minguês, disse hoje, sexta-feira, à Angop que a acção visa constactar o grau de execução das normas de segurança contra incêndios, com base em decreto presidencial.

Recordou, que o decreto presidencial fala do regulamento do sistema jurídico de segurança contra incêndios em edifícios e estabelecimentos comerciais.

“ As inspecções são  diárias, mas foram intensificadas devido aos actos de negligência por parte de alguns proprietários e agentes económicos, que  não tem cumprido com normas de segurança contra incêndios”, sublinhou.

Acrescentou que nestes casos são aplicadas multas para os infractores e aos  reincidentes o encerramento do estabelecimento até a normalização da situação.

O último incêndio de grandes proporções, em Luanda, registou-se no mês de Julho, causado por negligência, tendo destruído sete armazéns e quatro residências no distrito do Hoji Ya Henda, no município do Cazenga.

A província de Luanda tem mais de seis milhões de habitantes, segundo dados definitivos do Recenseamento Geral da População e Habitação, realizado em Maio de 2014. É constituída pelos municípios de Luanda, Kilamba-Kiaxi, Talatona, Viana, Belas, Cazenga, Cacuaco, Icolo e Bengo e Quiçama

Leia também