Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

31 Agosto de 2018 | 13h50 - Actualizado em 31 Agosto de 2018 | 13h50

Colisão causa interdição da EN 18A

Dundo - A colisão entre duas viaturas, pesada e ligeira, na madrugada de quinta-feira, causou a interdição da circulação automóvel, sobre a ponte do rio Chiumbwe na EN180A nos dois sentidos: Dundo/Nzaji e vice-versa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O acidente aconteceu quando o ocupante da viatura ligeira, que saía do Dundo (Chitato) e o do camião porta-máquinas com mais de 40 toneladas, do Nzaji (Cambulo), embateram de frente, sem vítimas graves.

Actualmente, quer no sentido Sul e Norte mais de seis camiões e dezenas de viaturas ligeiras estão retidas pela obstrução da via, pautando pelo transbordo dos passageiros.

Nelson de Jesus e David Justino, camionistas saídos de Luanda há cinco dias com 35 mil litros de combustível, lamentam o transtorno e exortam a rápida solução da via.

Domingos António, director do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA) disse à imprensa que a interdição da circulação no troço, a 40 quilómetros do Dundo, será resolvido num prazo de quinze dias, mas tudo farão no sentido de repor a normalidade o mais breve possível, por não haver estrada alternativa, visto que o desvio situa-se a 200 quilómetros da localidade.

Referiu que sábado, 1 de Setembro, começarão por retirar o veículo que encontra-se sobre o pavimento, com o suporte de uma grua, que sairá do município do Xá-Muteba para a posterior colocação dos tabuleiros e painéis que reforçarão igualmente com uma outra ponte metálica.

A ponte metálica tripula, concebida para 50 toneladas e que existe a aproximadamente há trinta anos, já registou vários embates, sendo este o terceiro, necessitando de substituição pelos sinais de deterioração do material em função do tempo de vida útil.

Por seu turno, o governador Ernesto Muangala, que visitou as pontes sobre o rio Chiumbwe e a reabilitação da via do Carinhenga manifestou a preocupação do governo local pelo facto de alguns projectos diamantíferos e empresas de construção civil não responderem de forma satisfatória ao convite do gabinete provincial de obras públicas, no sentido de comparticiparem na reposição da circulação sobre o Chiumbwe, sendo ela, benefício geral.  

Ressaltou igualmente o envolvimento de algumas empresas e do projecto Chitotolo que disponibilizaram máquinas e mecânicos para a desmontagem do porta-máquinas, por formas a diminuir o peso da viatura sinistrada.

Ernesto Muangala garantiu igualmente que medidas provisórias serão tomadas para evitar a circulação de camiões para além das 22h00 a semelhança de algumas regiões do continente africano.

Portanto, a empresa contratada para a construção e reabilitação da EN 180A, inaugurada em Agosto de 2017, foi-lhe apenas adjudicada os 90 quilómetros de estrada pelo ministério das obras públicas, não constando no documento as pontes existentes no troço.

A EN 180A comporta três pontes metálicas provisórias, sobre o rio Luachimo no Chitato com 21 metros de comprimento, Chiumbwe e Luxico no Cambulo com 36 e 12 metros de comprimento cada.

Leia também
  • 08/11/2018 15:29:37

    CICV desconhece violação de direitos humanos na Lunda Norte

    Dundo - O delegado da Cruz Vermelha Internacional (CICV) para Angola, Nelson Garcia, disse hoje, quinta-feira, no Dundo, província da Lunda Norte, que não tem informações que indicam a existência de violações dos direitos humanos em Angola.

  • 05/11/2018 01:32:25

    Habitantes da região fronteiriça recorrem a serviços médicos na RDC

    Lóvua - Mais de 3.500 habitantes da Regedoria/Saimbuanda, província da Lunda Norte, recorrem à assistência sanitária e ensino primário da República Democrática do Congo (RDC), por falta de serviços e infra-estruturas afins na região.

  • 24/10/2018 18:19:10

    Governante quer soluções para credibilidade das instituições

    Dundo - A sociedade deve encontrar soluções tendentes a repôr a credibilidade das instituições do Estado e promover o bem-estar da população, consubstanciada na perspectiva de corrigir o que está mal e melhorar o que está bem com seriedade e firmeza que se impõe, considerou, hoje, quarta-feira, no Dundo, o governador da província da Lunda Norte, Ernesto Muangala.

  • 24/10/2018 16:08:05

    Corrupção distorce estrutura social - Ordem de Advogados

    Dundo - A corrupção é um mal que estimula as desigualdades que distorce a estrutura social causando à descrença dos cidadãos nas virtudes e no Estado Democrático e de Direito, afirmou hoje, quarta-feira, no Dundo, Lunda Norte, a presidente do Conselho Regional Leste da Ordem dos Advogados de Angola (OAA), Josefina André da Conceição Samuel.