Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

31 Agosto de 2018 | 18h12 - Actualizado em 31 Agosto de 2018 | 18h11

MININT deve comunicar de forma oportuna para evitar alarmismo

Malanje - Uma comunicação oportuna e actuante entre os Gabinetes de Comunicação dos órgãos do Minint (Ministério do Interior), os médias e a população deve ser estabelecida de forma mais aberta, para se evitar alarmismos e perturbações da ordem e segurança pública, segundo consta das recomendações do III Seminário Metodológico sobre Adequação e Harmonização da Comunicação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Promovido pela Delegação Provincial do Ministério do Interior, o encontro que encerrou hoje (sexta-feira), recomendou também aos participantes, no sentido de comunicarem com mais eficiência, evitando-se rumores e inverdades, sobretudo em momentos de crise.

Consta ainda das recomendações, a observação dos princípios da Lei de Imprensa, durante o exercício das suas funções, bem como a definição de estratégias por parte dos especialistas de informação, para o tratamento dos conteúdos a ser dado aos órgãos de Comunicação Social.

Por outro lado, o seminário concluiu haver necessidades do estreitamento da cooperação entre o Gabinete de Comunicação do Ministério do Interior e a média pública e privada, no sentido de informarem a população em português e nas línguas nacionais Kimbundo e Songo sobre as tarefas da Polícia Nacional, para que a comunicação seja mais abrangente.

O evento contou com a participação de 71 especialistas de comunicação do Minint em Malanje e teve duração de cinco dias, visando melhorar a eficácia dos técnicos da direcção de comunicação institucional e imprensa dos órgãos policiais.

Decorrido sob o lema “Liderar é Comunicar”, nele  foram abordados temas como técnicas de elaboração de notícias, Plano Estratégico de Comunicação, Como Falar para os Médias, entre outros.

No acto de encerramento, o director provincial do SIC (Serviço de Investigação Criminal), superintendente-chefe Samuel Ramos Peso, reiterou a necessidade de haver uma comunicação cada vez mais célere, fiável e objectiva nos órgãos afins do Minint, tendo em conta a importância que a mesma encerra.

Leia também
  • 31/08/2018 17:07:22

    Empresas diamantíferas e comunidades devem ter acordo

    Dundo - As empresas que exploram diamantes ou outro minério nas áreas habitadas devem, antes de iniciar a actividade, ter um acordo com a comunidade para evitar conflitos, explicou hoje, sexta-feira, no Dundo, o procurador da República, Josias de Castro.

  • 31/08/2018 16:53:37

    Mais de 300 famílias inquiridas nas zonas rurais e urbanas no Uíge

    Uíge - Trezentos e 12 agregados familiares das áreas urbanas e rurais, da província do Uíge, inseridas em 36 secções, já foram inqueridas desde o início da segunda fase do Inquérito de Despesas, Receitas e Emprego em Angola (IDREA), promovido pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

  • 31/08/2018 16:32:36

    Mais de 100 famílias sob risco de enfrentar inundações em Ndalatando

    Ndalatando - Cento e noventa e duas famílias dos bairros Kilamba Kiaxi e Banga, periferia de Ndalatando, província do Cuanza Norte, vivem actualmente sob o risco de ficarem afectadas pelas inundações de chuvas, por terem construído as suas residências à beira rio Camungo, que circunda essas áreas, informou à Angop, hoje (sexta-feira), nesta cidade, o Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB).