Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

31 Agosto de 2018 | 16h32 - Actualizado em 31 Agosto de 2018 | 16h32

Mais de 100 famílias sob risco de enfrentar inundações em Ndalatando

Ndalatando - Cento e noventa e duas famílias dos bairros Kilamba Kiaxi e Banga, periferia de Ndalatando, província do Cuanza Norte, vivem actualmente sob o risco de ficarem afectadas pelas inundações de chuvas, por terem construído as suas residências à beira rio Camungo, que circunda essas áreas, informou à Angop, hoje (sexta-feira), nesta cidade, o Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Famílias vivem em risco de inundações das chuvas

Foto: Eliseu Veloso

O facto consta do informe semanal do Comando Provincial do Cuanza Norte da corporação, adiantando terem sido cadastrados, nos últimos sete dias, 192 residências construídas nas margens deste rio de curso intermitente, com igual número de famílias, correspondente a 719 cidadãos expostos a riscos de inundações.

Segundo o informe, esta situação constitui motivo de preocupação para as autoridades locais, com a aproximação da época de chuvas, período em que todos os anos se regista o transbordo das águas do referido rio.

O informe adianta ainda a ocorrência no período de 24 a 30 do mês em curso, no Cuanza Norte, de cinco acidentes de viação, três incêndios de pequenas proporções e um suicídio, ocorridos nos municípios de Cazengo e Cambambe.

Os incêndios foram causados por negligência e curto-circuito, tendo provocados danos materiais estimados em oito milhões e trinta mil kwanzas, lê-se na nota.

No âmbito dos serviços de socorro, a corporação realizou no período em balanço, sete serviços de asseguramento aos banhistas e eventos, transferência de pacientes para diversas unidades sanitárias da província e remoção de cadáver.

Leia também
  • 08/11/2018 17:46:00

    Responsável sugere cooperativas numa única entidade

    Ndalatando - A necessidade da criação de uma única entidade que congregue todos os ramos do cooperativismo para melhor organização e defesa dos seus direitos foi defendida, hoje (quinta-feira), em Ndalatando, Cuanza Norte, pela vice-presidente da Federação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agropecuárias de Angola (Unaca), Ricardina Machado.

  • 08/11/2018 17:31:48

    APROSOC facilita registo de 400 menores de cinco anos

    Luena - Quatrocentas menores vulneráveis, de cinco anos de idade, da comuna do Lucusse, província do Moxico, beneficiaram, de Julho até a presente data, de registo de nascimento gratuito e vacinas contra o tétano e a pólio, no âmbito do Projecto de Apoio à Protecção Social (APROSOC).

  • 08/11/2018 17:24:09

    Anciã morre por Descarga atmosférica no Cuvango

    Cuvango - Uma anciã de 75 anos de idade morreu, quarta-feira, vítima de descarga atmosférica, no município do Cuvango, província da Huíla, informou hoje, quinta-feira, no Lubango, o porta-voz do Comando Provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiro, Inocêncio Hungulo.

  • 08/11/2018 17:15:30

    Paz exercício de soberania e segurança - diz responsável

    Luanda - A construção da paz é um exercício de soberania e de segurança nacional, por constituir a base para a defesa e preservação do bem comum, cujo objectivo fundamental deverá ser dotado as crianças e adultos, considerou hoje, quarta-feira, em Luanda, o director-geral da Fundação Eduardo dos Santos (FESA), João de Deus.