Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

31 Agosto de 2018 | 18h20 - Actualizado em 31 Agosto de 2018 | 18h19

Responsável reitera rigor e transparência na gestão da coisa pública

Dundo - O rigor e a transparência foram reiterados hoje, sexta-feira, nesta cidade, aos 52 inspectores e fiscais de várias instituições públicas, num evento que encerrou sob o lema "Formação de Quadros de Inspecção, Fiscalização e Controlo da Admnistração Local do Estado.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

No acto,  a vice-governadora, Deolinda Satula, lamentou ausência  de sete circunscrições na formação, das  dez  que  compõem  a Lunda Norte, realçando a importância da  mesma,  no que tange  a transparência  na gestão da  “coisa pública”,  reforço  dos mecanismos de combate à corrupção, nepotismo e  a  impunidade.

Por  seu turno,  o inspector  provincial José Franco Samulolo encorajou   os participantes  a terem  uma cultura da denúncia  de  atitudes  lesivas  aos interesses do Estado, no paradigma da nova governação.

A  representante  regional do sector, Hermenegilda Jeremias, orientou  a  acção formativa, desde o passado dia 27 de Agosto,  a primeira do género na Lunda Norte.

Leia também
  • 31/08/2018 18:12:52

    MININT deve comunicar de forma oportuna para evitar alarmismo

    Malanje - Uma comunicação oportuna e actuante entre os Gabinetes de Comunicação dos órgãos do Minint (Ministério do Interior), os médias e a população deve ser estabelecida de forma mais aberta, para se evitar alarmismos e perturbações da ordem e segurança pública, segundo consta das recomendações do III Seminário Metodológico sobre Adequação e Harmonização da Comunicação.

  • 31/08/2018 17:07:22

    Empresas diamantíferas e comunidades devem ter acordo

    Dundo - As empresas que exploram diamantes ou outro minério nas áreas habitadas devem, antes de iniciar a actividade, ter um acordo com a comunidade para evitar conflitos, explicou hoje, sexta-feira, no Dundo, o procurador da República, Josias de Castro.

  • 31/08/2018 16:53:37

    Mais de 300 famílias inquiridas nas zonas rurais e urbanas no Uíge

    Uíge - Trezentos e 12 agregados familiares das áreas urbanas e rurais, da província do Uíge, inseridas em 36 secções, já foram inqueridas desde o início da segunda fase do Inquérito de Despesas, Receitas e Emprego em Angola (IDREA), promovido pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).