Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

06 Setembro de 2018 | 16h42 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 16h41

CPJ enaltece feitos de Neto na luta para libertação de Angola

Uíge - O secretário executivo adjunto do Conselho Provincial da Juventude (CPJ) no Uíge, Hélio Paulo Edurado Mussanda, enalteceu hoje, quinta-feira, nesta cidade, os feitos do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, na luta libertação de Angola.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ao falar na abertura de uma palestra sobre o tema ”vida e obra do Dr. António Agostinho Neto”, que juntou mais de 100 alunos do Instituto Médio de Administração e Gestão no bairro Quituma, Hélio Mussanda, disse que graças aos esforços do primeiro Presidente para que Angola se tornasse independente a 11 de Novembro de 1975.

Frisou  que antes de Angola tornar independente, António Agostinho Neto, integrou  vários movimentos clandestinos de libertação de África, com objectivo de libertar Angola e outros países que se encontravam sob a dominação colonial.

Esclareceu que António Agostinho Neto foi um médico, escritor e político angolano, principal figura do país nessa época. Adiantou que foi Presidente do Movimento Popular de Libertação de Angola e em 1975 tornou-se no primeiro Presidente de Angola até 1979.

Adiantou que Neto foi igualmente fazedor de obras poéticas e literárias.

O CPJ vai continuar promover actividades para incentivar as crianças e alunos a continuarem a investigar as contribuições sobre a vida e obra do primeiro Presidente  António Agostinho Neto.

Mencionou como obras de reconhecida contribuição de António Agostinho Neto a sua participação na Casa dos estudantes, Sagrada esperança, Renuncia impossível, Instruir o velho para construir o novo, Ainda o meu sonho e outros.

Havemos de voltar, Criar com os olhos secos, Confiança, O choro de África, Velho Negro, Quitandeira, Civilização ocidental, Kinaxixi e Mãos esculturas são igualmente poemas escritos por Neto, enfatizou.

O subdiretor pedagógico do Instituto Médio de Administração e Gestão no Quituma (Uíge), Edgar João Fuche, agradeceu a iniciativa do CPJ por ter promovido a palestra sobre a vida e obra de Neto para os alunos da instituição escolar.

Leia também
  • 06/09/2018 15:34:39

    Maquinistas vítimas do acidente ferroviário foram a enterrar hoje

    Moçâmedes - Os restos mortais dos dois maquinistas angolanos vítimas do acidente ferroviário, terça-feira, na localidade do Munhino, município da Bibala (Namibe), foram hoje, quinta-feira, a enterrar no Cemitério Municipal de Moçâmedes.

  • 06/09/2018 11:48:15

    Fraca participação das administrações limita acção dos ADECOS

    Malanje - A fraca participação das administrações municipais no que toca a fiscalização, disponibilização de transporte e meios materiais tem limitado substancialmente o trabalho dos ADECOS (Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário), nos municípios onde estão implementados.

  • 05/09/2018 20:23:44

    Famílias devem ser promotoras do bem-estar

    Huambo - A vice-governadora para o sector político, social e económico da província do Huambo, Maricel Capama, solicitou hoje, quarta-feira, nesta região, as famílias angolanas a promoverem o bem-estar, para o fortalecimento da sociedade.