Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

07 Setembro de 2018 | 17h21 - Actualizado em 07 Setembro de 2018 | 17h21

Colisão entre locomotiva e viatura provoca feridos ligeiros em Benguela

Benguela - Dois irmãos dos sexos masculino e feminino, de 20 e 25 anos de idade, respectivamente, sofreram hoje, sexta-feira, ferimentos ligeiros, em consequência de um choque entre uma viatura ligeira e uma locomotiva de manutenção, na passagem de nível do município da Catumbela.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

LOCOMOTIVAS DO CFB

Foto: José Filipe

De acordo com o comandante municipal da PN na Catumbela, superintendente Lourenço Albino, que falava à Angop, o acidente ocorreu pelas 8h00 da manhã, quando o comboio dos Caminhos-de-Ferro de Benguela (CFB), proveniente do Lobito, colidiu de forma ligeira contra uma viatura que circulava na passagem de nível.

O responsável considera que a negligência do condutor da viatura, que desrespeitou o aviso do maquinista através de buzinas constantes, por pouco não causou uma tragédia.

“Os dois ocupantes vinham com auriculares, ouvindo música alta, pelo que alegam não ter escutado as buzinas, além de não terem observado o sinal de trânsito”, disse.

Lourenço Albino adiantou que os dois ocupantes da viatura foram transportados para o Hospital Municipal da Catumbela, onde receberam os primeiros socorros.

Já António Bartolomeu, o maquinista do CFB envolvido no acidente, lamentou a existência de feridos, não obstante adiantar que, tal como de costume, acionou o sinal sonoro na tentativa de evitar o pior.

“Ainda tentei afrouxar…Mas, o condutor da viatura ligeira usava auscultadores e, então, o embate foi inevitável”, contou, visivelmente triste, o maquinista de 44 anos. Aconselha aos automobilistas a conduzirem sem pressa e respeitar as passagens de nível dentro da cidade.

Entretanto, essas opiniões contrastam com a do cidadão António Albano, testemunha ocular do acidente entrevistada pela Angop, que apontou a falta de guarda da passagem de nível e um suposto não acionamento do sinal sonoro por parte do maquinista como duas prováveis causas do acidente.

“Estava a poucos metros do local e foi então que vi o carro a tentar transpor a passagem, enquanto a máquina se aproximava”, relatou o jovem, para de seguida revelar que o maquinista não buzinou e a viatura ligeira vinha em alta velocidade e sem cumprir as regras de segurança.

A Angop constatou que técnicos do CFB estão já a avaliar os possíveis danos na linha ferroviária e na locomotiva, mas garantem que não haverá interrupção na circulação ferroviária entre as cidades do Lobito e Benguela, nos dois sentidos, num trajecto de 30 quilómetros. 

O país registou terça-feira última, no troço Lubango/Namibe, uma colisão entre uma composição de carga afecta ao Caminho-de-Ferro de Moçâmedes (CFM) e outra de serviço de manutenção sob responsabilidade de uma empresa chinesa, na localidade do Munhino, município da Bibala (Namibe), tendo resultado em 18 mortos, dos quais quatro maquinistas (dois de nacionalidade chinesa e dois angolanos) e 14 feridos.

Entretanto, três feridos graves, dentre sete internados, do acidente ferroviário do Namibe podem ser transferidos para unidades especializadas em Luanda, por dificuldades de realização de estudo de imagem TAC e ressonância magnética, devido a inoperância de equipamentos no hospital central do Lubango.

Quinze cadáveres continuam na morgue do Hospital Central do Lubango, entre os quais de dois maquinistas de nacionalidade chinesa, a aguardar por famíliares para a respectiva identificação. Dois maquinistas angolanos foram, quinta-feira, a enterrar no Cemitério Municipal de Moçâmedes (Namibe).

No acidente ferroviário do Namibe, as autoridades do CMF admitiram ter havido "erro humano".

Leia também
  • 01/11/2018 18:10:32

    Estudantes da ADPP Benguela visitam Porto do Lobito

    Lobito - Um grupo de 43 estudantes da Escola Polivalente e Profissional afecta à organização não-governamental angolana Ajuda para Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP), em Benguela, visitou, nesta quinta-feira, o Porto Comercial do Lobito, a fim de conhecer a dimensão e importância da infra-estrutura.

  • 01/11/2018 11:12:43

    Menor de sete anos morre afogado em lagoa

    Benguela - Uma criança de sete anos de idade morreu afogada na tarde desta quarta-feira, no bairro do Casseque, arredores da cidade de Benguela, quando se encontrava a pescar numa lagoa, na companhia de amigos.

  • 30/10/2018 21:30:14

    Sociedade encoraja serviço público da ANGOP

    Benguela - O serviço público de informação prestado há 43 anos pela Agência Angola Press (ANGOP) foi destacado hoje, terça-feira, em Benguela, por responsáveis de distintos sectores da vida social e económica nesta região.

  • 30/10/2018 13:45:05

    Jornalistas em formação sobre análise macroeconómica

    Benguela - Vinte jornalistas de diversos órgãos de comunicação social da província de Benguela estão a participar de uma acção de formação sobre análise macroeconómica, promovida pelo Instituto de Formação de Finanças Públicas em parceria com o governo local.