Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

06 Setembro de 2018 | 16h30 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 16h29

Defendida melhoria de condições dos antigos combatentes

Sumbe - Os munícipes da cidade do Sumbe, província do Cuanza Sul , defenderam hoje , nesta cidade , a melhoria das condições sociais dos antigos combatentes pelos seus feitos na defesa da soberania e da integridade territorial.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à Angop, a propósito da situação dos antigos combatentes e veteranos da pátria na província, adiantaram  que “estes homens que na vanguarda atenderam sempre a chamada da pátria  e constituem-se  os pilares  da paz devem merecer uma melhor atenção".

Para o professor  de historia João Maria, os  antigos combatentes são alicerces da Nação angolana, graças aos sacrifícios consentidos, o seu amor a pátria que Angola é hoje um país respeitado no concerto das nações.

Para si,  os antigos combatentes  destacaram-se e de forma desinteressada lutaram incansavelmente para o bem da nação, por isso , merecem todo o apoio necessário da sociedade.

Já o estudante universitário Dantas de Almeida considera ser necessário valorizar a entrega , abnegação , espírito de sacrifício e conduta exemplar dos antigos combatentes , ao serviço do país, tendo contribuído decisivamente  para afirmação do prestígio da pátria angolana.

Referiu que não podemos deixar que os antigos combatentes sejam como mendigos, a espera de esmola na rua, por isso, as estruturas de direito devem velar por esta situação.

“É necessário inserí-los na sociedade, no trabalho útil para que possam servir também a sociedade”, disse Dantas de Almeida.

Já o professor António Gurgel realça ter chegado a hora das estruturas de direito prestarem mas apoio aos antigos combatentes, visto que muitos deles ficaram amputados dos membros superior e inferiores, o que os leva a não poderem exercer nenhuma actividade, por isso, a estes a sua assistência deveria ser a mais adequada.

“Estamos cientes que a situação financeira que o país vive não é das melhores, é necessário encontrar uma varinha mágica para atender esta franja da sociedade”, frisou António Gurgel.

De acordo o director do Gabinete dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Eduardo Inglês, o seu sector tem estado a trabalhar no sentido de oferecer melhores condições sociais aos seus assistidos, com a entrega de kits de serralharia, agricultura, construção e canalização para a criação de pequenos negócios, bem como a entrega de habitaçoes.

Enfatizou estar em curso em todo o país a recolha de contribuições para o novo estatuto dos antigos combatentes, que visa a uma melhor assistência.

A nível do Cuanza Sul existe mais de dois mil antigos combatentes e veteranos da pátria.

Leia também
  • 05/09/2018 13:01:27

    Reconhecido contributo das mulheres na sociedade

    Sumbe - O contributo que as mulheres têm prestado para a erradicação da pobreza e do analfabetismo foi reconhecido hoje, quarta-feira, pelo presidente da Associação Provincial da Preservação dos Regastes dos Valores Morais, Carlos Paulino, na cidade do Sumbe, província do Cuanza Sul.

  • 04/09/2018 19:11:54

    Psicólogo enaltece papel da mulher rural na agricultura

    Sumbe- O psicólogo social Eduardo Mateus enalteceu, hoje (terça-feira) o importante papel desempenhado pela mulher rural na agricultura, visto que grande parte dos alimentos produzidos que se encontram nos centros urbanos são provenientes do campo.

  • 04/09/2018 17:19:15

    Responsável destaca maior gestão de recursos humanos

    Sumbe- Uma maior gestão dos recursos humanos, com vista a uma eficiência no dia a dia na actividade laboral é essencial, defendeu, hoje, terça-feira, o administrador municipal da Quibala (Cuanza Sul), Isaías Bumba Luciano.