Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

06 Setembro de 2018 | 21h48 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 21h48

Detidos cidadãos que vandalizaram viaturas da Polícia Nacional

Huambo - Nove cidadãos acusados de terem vandalizado, terça-feira, quatro viaturas da Polícia Nacional, uma das quais da unidade de intervenção rápida, na província do Huambo, já se encontram detidos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações hoje, quinta-feira, à imprensa, o porta-voz da corporação, intendente Martinho Kavita Satito, disse que os mesmos incorreram ao crime de assuada, devendo, nos próximos dias, serem julgados por tal prática.

Explicou que a vandalização ocorreu no bairro São Pedro, arredores da cidade, quando perto de mil pessoas queriam invadir o estabelecimento comercial Nosso Super, onde, segundo os mesmos, uma cidadã tinha se transformado em cobra.

A presença de tais curiosos, ávidos em confirmar o rumor, gerou tumultos, já que a direcção do imóvel encerrou os seus portões, facto que obrigou a movimentação da Polícia Nacional ao local.

Martinho Kavita Satito informou que a corporação ao tentar dispersar a população, de modo a evitar danos ao estabelecimento, foi surpreendida com a danificação dos vidros e retrovisores de três viaturas, por lançamento de objectos de arremesso (pedras).

Sem em entrar em mais detalhes, o porta-voz da Polícia Nacional confirmou, também, a existência de feridos resultantes do acto de assuada, que, além de ser um acto de desrespeito aos agentes em serviço, fez com que o trânsito rodoviário na estrada Huambo/Caála ficasse interrompido por alguns minutos.

Entretanto, a direcção do estabelecimento em causa, que não confirma e nem desmente a informação da suposta cliente que terá se transformado em serpente, promete esclarecer nos próximos dias, através de um comunicado, o motivo da aglomeração da população no imóvel.

Algumas testemunhas, ouvidas pela Angop, afirmam que a aludida cidadã, aparentemente jovem, se fazia transportar numa viatura que, após estacioná-la, dirigiu-se no interior da loja onde minutos depois (por volta das 14h30) surgiram rumores, através de alguns funcionários que abandonaram o local, de que a mesma teria se transformado numa serpente, situação que obrigou o encerramento do mercado, para evitar entrada da população.

Por sua vez, o soba Bernardo Firmino Sangueve, que se deslocou ao local, após denúncia, diz ter encontrado apenas o aglomerado da população em volta ao mercado, tendo, de imediato, indagado a gerência do estabelecimento que lhe terão informado que o encerramento da loja deveu-se a troca da rede de energia do grupo gerador para a rede pública, levando consigo algum tempo.

“Estive no local, mas não vi a senhora em causa, por isso, enquanto autoridades tradicionais pedimos que se alguém viu esta cidadã transformada em serpente pode dizermos e nós vamos pagá-los e salvaguardar à sua imagem, pois, embora possa ser um acto de sabotagem da loja Nosso Super é possível, do ponto de vista tradicional, alguém transformar-se num animal de diversa espécie”, referiu.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também