Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

05 Setembro de 2018 | 20h23 - Actualizado em 05 Setembro de 2018 | 20h23

Famílias devem ser promotoras do bem-estar

Huambo - A vice-governadora para o sector político, social e económico da província do Huambo, Maricel Capama, solicitou hoje, quarta-feira, nesta região, as famílias angolanas a promoverem o bem-estar, para o fortalecimento da sociedade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huambo: Vice-governadora para os Assuntos políticos, sociais e económicos - Maricel Capama

Foto: Júlio Vilinga

Discursando na abertura da campanha de resgate de valores na família e do ndjango de valores, iniciativas do Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, admitiu que as famílias, enquanto núcleo da sociedade, devem combater actos que contrariem a construção de uma sociedade harmoniosa.

Deu a conhecer que esta campanha de resgate de valores, a decorrer até Maio de 2019, tem por objectivo reunir sinergias e esforços para criar uma consciência nacional sobre a queda dos bons hábitos e costumes das famílias angolanas.

A família, segundo ainda a vice-governadora, deve ajudar na valorização da convivência social alicerçada na identidade cultural e na angolanidade, visando o fortalecimento da coesão interna entre os membros.

Assumiu que o êxodo rural forçado em direcção às grandes cidades está a causas modificações na estrutura familiar e social, com consequências na adaptação psicológica e social dos indivíduos e das famílias.

Frisou que “a perda de laços comunitários e familiares significa a perda da habitual protecção, tendo, por si só, a adaptação cultural e ambiental ao novo meio, facto que torna urgente a preparação das famílias para fazer face aos desafios consubstanciados na tarefa da sua  moralização e da sociedade, no seu todo”.

Lembrou que, tradicionalmente, era nas famílias que se transmitiam os valores essenciais para a vida saudável em sociedade e, independentemente da condição económica e social da família, era esta a primeira responsável pelos seus membros, como tal as primeiras interacções do homem começam dentro dela.

Leia também
  • 05/09/2018 20:13:42

    Tribunal do Huambo gasta mensalmente mais de um milhão de kwanzas em arrendamento

    Huambo - O tribunal da província do Huambo gasta todos os meses, em média, mais de milhão de Kwanzas para o pagamento da renda do edifício onde funcionam algumas salas, com realce para a 1ª, 2ª e 3ª secção das questões criminais.

  • 05/09/2018 19:50:56

    Cinquenta empresas inspeccionadas por irregularidades na Lunda Norte

    Dundo - Cinquenta empresas de diferentes sectores (público/privadas) na Lunda Norte são inspeccionadas, pelo Departamento de Inspecção Provincial, para apurar causas de irregularidades registadas no pagamento das contribuições para o Fundo de Segurança Social dos seus trabalhadores.

  • 05/09/2018 17:45:54

    Responsável sugere definição de permissões e proibições da liberdade religiosa

    Luanda - Definir em concreto o conteúdo negativo e positivo da liberdade religiosa, ou seja, o que é permitido e proibido no âmbito do exercício da liberdade religiosa, caso a Lei nº 2/04, de 21 de Maio seja revisada, é uma das propostas apresentada hoje, quarta-feira, pelo director do Instituto Nacional dos Assuntos Religiosos(INAR), Castro Maria.