Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

08 Setembro de 2018 | 15h02 - Actualizado em 08 Setembro de 2018 | 15h01

Huíla: Identificado último cadáver de cidadão nacional morto no acidente ferroviário

Lubango - O último corpo de um operário nacional, cuja idade se desconhece, que ainda estava por se identificar na morgue do Hospital Central do Lubango, na Huíla, foi neste sábado identificado pelos familiares e entregue, juntamente com as ajudas para à realização das exéquias fúnebres.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Colisão de comboios

Foto: Morais Silva

A maior parte das vítimas angolanas do desastre é dos municípios do corredor ferroviário, nomeadament Lubango, Matala, Cuvango (Huíla) Bibala (Namibe) e Chchi (Cuando Cubango).

Na sexta-feira, outras 11 vítimas mortais foram identificadas, sendo que os funerais aconteceram esta manhã nos municípios da Jamba, Matala, Cuvango (Huíla) e Cuchi (Cuando Cubango), de onde são naturais.

Segundo um fonte do Caminho-de-ferro de Moçâmedes (CFM), até agora falta aferir a identidade de dois cidadãos chineses, embora a empresa em que prestavam serviço saiba quem são os mortos, mas que é preciso um exame biológico para determinar quem é quem, dado ao estado irreconhecível dos cadáveres.

O acidente resultou de uma colisão entre uma composição de carga, afecta ao Caminho-de-Ferro de Moçâmedes (CFM), e outra de serviço de manutenção sob responsabilidade de uma empresa chinesa, na localidade do Munhino, município da Bibala (Namibe), resultando em 18 mortos, dos quais quatro maquinistas (dois de nacionalidade chinesa e dois angolana) e 14 feridos.

Responsáveis do CFM admitem erro humano como estando na base do acidente.

 

Leia também
  • 08/09/2018 14:26:45

    MSA promove conferência anual sobre direitos da criança

    Luanda - A desestruturação das famílias, a falta de poder por parte dos pais, e a ausência do espírito de cidadania contribuem para que as crianças enveredem pelo uso de drogas, pondo em perigo o desenvolvimento do país.

  • 08/09/2018 12:16:27

    Transportes públicos ganham paragem de carregamento em Viana

    Luanda - Uma paragem para os transportes públicos localizada próximo das instalações da cidade da China, na avenida Fidel Castro, no Município de Viana, em Luanda, foi inaugurada neste sábado, pela administradora do distrito urbano sede, Julieta Ngueve.

  • 07/09/2018 23:58:47

    Estudantes apontam drogas como factores de insuficiência renal crónica

    Malanje - Estudantes do I ano do curso de enfermagem do Instituto Superior Politécnico de Malanje (ISPM), apontaram nesta sexta-feira, nesta cidade, o uso excessivo do álcool, drogas, sal e açúcar, como factores que concorrem para o surgimento da insuficiência renal crónica.