Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

08 Setembro de 2018 | 23h46 - Actualizado em 08 Setembro de 2018 | 22h52

Malanje: Mais de 400 alfabetizadores sem salários há 26 meses

Malanje - Mais de 400 alfabetizadores que trabalham em Malanje no âmbito do PAAE (Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar) encontram-se há 26 meses sem salários, soube hoje (sábado) a Angop.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi dada pelo director do Gabinete Provincial da Educação, Gabriel Boaventura,  em entrevista á Angop, por ocasião do Dia Mundial da Alfabetização, que hoje se assinala, sem avançar pormenores.

“O não pagamento dos salários desses alfabetizadores é um assunto que só o Ministério da Educação pode responder”, pontualizou, acrescentando que em consequência desta situação, vem se registando a desistência dos alfabetizadores  e consequentemente reduz a capacidade de matrícula de novos alfabetizandos do I módulo (iniciação).

Informou que até 2016,  a província contava com mil e 192 alfabetizadores, número que veio reduzindo até os actuais 450, por falta de pagamento de salários e como resultado, encontram-se fora do sistema de alfabetização 4 mil cidadãos na província.

Precisou que caso não se liquide os salários em atraso, antevê-se a desistência de mais alfabetizadores, com excepção dos afectos à ADPP (Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo), que contam com fundos próprios da organização.

Para o presente ano, estão matriculados 21 mil 972 alfabetizandos no I módulo (iniciação),    15 mil 971 do II módulo (3ª e 4ª classes), 17 mil 664 do III módulo (5ª e 6ª classes) e 421 do IV módulo (I ciclo de ensino de adulto).

O PAAE conta com a Polícia Nacional, Caritas de Angola, Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente, JMPLA, Direcção da Família e Igualdade do Género, ADPP , entre outros organismos como parceiros na luta contra a alfabetização.

As comemorações do 8 de Setembro decorrem este ano sob o lema “Alfabetizaçao e desenvolvimento de competências”.

Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), em 1967, o Dia Mundial da Alfabetização é celebrado a 8 de Setembro, com o propósito de fomentar a alfabetização nos vários países.

Estima-se que actualmente, a alfabetização atinge cerca de 85% da população mundial, de acordo com dados da ONU, sendo que ainda existem quase 800 milhões de adultos que não saibem ler, escrever ou contar e cerca de 250 milhões de crianças consideradas analfabetas funcionais (sem competência para interpretar um texto).

Leia também
  • 05/02/2019 17:25:45

    Escolas de condução de Malanje sem equipamento multimédia

    Malanje - As escolas de condução da província de Malanje carecem de equipamento multimédia para as aulas e os exames teóricos de condução, sistema que facilita o trabalho dos instrutores, assim como garante mais destreza e conhecimento aos alunos.

  • 05/02/2019 16:06:23

    Militar das FAA morto a tiro na Matala

    Matala - Um militar das Forças Armadas Angolanas (FAA), de 37 de anos de idade, afecto ao Batalhão de Logística, foi morto a tiro, domingo (3), por meliantes ainda não identificados, no bairro Calumbiro, no município da Matala, província da Huíla.

  • 04/02/2019 22:16:51

    Associação planta mais de 600 árvores na Banga

    Banga - Pelo menos 650 espécies de árvores ornamentais e fruteiras foram plantadas esta segunda-feira, na vila da Banga, sede do município com o mesmo nome, província do Cuanza Norte, numa acção da associação dos naturais e amigos da localidade, Anabanga.

  • 04/02/2019 17:52:09

    Serviços de saúde mais próximo dos habitantes de Ngola Luije

    Malanje - Um centro de saúde, com serviços de pediatria, medicina, pré-natal e parto, foi inaugurado hoje (segunda-feira), na comuna de Ngola Luije, município de Malanje, visando aproximar os serviços sanitários à população.