Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

06 Setembro de 2018 | 15h34 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 16h14

Maquinistas vítimas do acidente ferroviário foram a enterrar hoje

Moçâmedes - Os restos mortais dos dois maquinistas angolanos vítimas do acidente ferroviário, terça-feira, na localidade do Munhino, município da Bibala (Namibe), foram hoje, quinta-feira, a enterrar no Cemitério Municipal de Moçâmedes.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Locomotivas que colidiram no troço Namibe/Lugango

Foto: Morais Silva

Trata-se de Feliciano Mundjanga, de 50 anos de idade, e de Correia Calei Fecayamale, 29 anos de idade, cujo funeral foi assistido por membros da Comissão Multissectorial para as Vítimas, chefiada pela secretária para os Assuntos Sociais da Presidência da República, Fátima Viegas.

Os outros 15 cadáveres, entre os quais de dois maquinistas chineses, foram depositados na Morque do Hospital Provincial da Huíla, a espera de reconhecimento por familiares. Os feridos, alguns em estado grave e outros em fase de recuperação, recebem tratamento médico na mesma unidade sanitária.

Ao falar à imprensa, a responsável mostrou-se constrangida e solidarizou-se com a dôr das famílias enlutadas.

"Acabamos de sair da residência de um dos malogrados, mostrando o nosso sentimento enquanto membros do Executivo liderado pelo Presidente João Lourenço e prestar o nosso calor de solidariedade para com as vítimas”, disse.

Afirmou terem visitado, na cidade do Lubango, doentes, alguns em estado grave e outros  em fase de recuperação, todos jovens,  entre 18 aos 27 anos de idade, pelo que augura a sua rápida recuperação.

Lamentou o facto do acidente ter vitimado na sua maioria jovens que deveriam dar o seu melhor à nação.

 Por seu turno, a ministra da Acção Social,Familia ePromoção da Mulher, Vitória Correia da Conceição, integrante da comissão multisectorial, disse que a dor que tocou essas famílias transforma-se numa dor de todas as famílias angolanas. 

"Estamos aqui  mandatados pelo titular do poder Executivo,   Presidente da República, João Lourenço,  no sentido de nos juntarmos dos esforços dos Governos das duas províncias (Huíla e Namibe), em nome de todo povo angolano em particular as famílias que acabaram de perder os seus entes querido no trágico acidente ferroviário”, sublinhou a ministra.

O Presidente do Conselho de Administração do CFM, Daniel Quipaxe e o Governador Provincial do Namibe em exercício, comissário Alberto Sebastião Mendes, integram a comissão multissectorial para acompanhamento das vítimas.

A família dos malogrados garantem terem recebido da Direcção do Caminho de Ferro de Moçâmedes e do Governo da província do Namibe, apoios material e moral para realizar os funerais.

A colisão entre duas locomotivas dos CMF causou 14 feridos e 18 mortes, dos quais dois maquinistas angolanos e dois chineses. Responsáveis do CMF admitem ter ocorrido por erro humano.

O acidente envolveu um comboio de mercadorias do CFM, no sentido descendente Lubango/Namibe, que transportava granito e um outro, ao serviço de manutenção da via, pertencente à uma empresa chinesa, no sentido ascendente Namibe/Lubango.  

Assuntos Acidentes   Sociedade  

Leia também
  • 08/11/2018 17:46:00

    Responsável sugere cooperativas numa única entidade

    Ndalatando - A necessidade da criação de uma única entidade que congregue todos os ramos do cooperativismo para melhor organização e defesa dos seus direitos foi defendida, hoje (quinta-feira), em Ndalatando, Cuanza Norte, pela vice-presidente da Federação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agropecuárias de Angola (Unaca), Ricardina Machado.

  • 08/11/2018 17:31:48

    APROSOC facilita registo de 400 menores de cinco anos

    Luena - Quatrocentas menores vulneráveis, de cinco anos de idade, da comuna do Lucusse, província do Moxico, beneficiaram, de Julho até a presente data, de registo de nascimento gratuito e vacinas contra o tétano e a pólio, no âmbito do Projecto de Apoio à Protecção Social (APROSOC).

  • 08/11/2018 17:24:09

    Anciã morre por Descarga atmosférica no Cuvango

    Cuvango - Uma anciã de 75 anos de idade morreu, quarta-feira, vítima de descarga atmosférica, no município do Cuvango, província da Huíla, informou hoje, quinta-feira, no Lubango, o porta-voz do Comando Provincial dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiro, Inocêncio Hungulo.

  • 08/11/2018 17:15:30

    Paz exercício de soberania e segurança - diz responsável

    Luanda - A construção da paz é um exercício de soberania e de segurança nacional, por constituir a base para a defesa e preservação do bem comum, cujo objectivo fundamental deverá ser dotado as crianças e adultos, considerou hoje, quarta-feira, em Luanda, o director-geral da Fundação Eduardo dos Santos (FESA), João de Deus.