Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Setembro de 2018 | 11h35 - Actualizado em 12 Setembro de 2018 | 13h46

Administração de Mbanza Kongo pondera encerrar seitas religiosas

Mbanza Kongo - A administradora municipal de Mbanza Kongo, província do Zaire, Nzuzi Makiese, afirmou nesta quarta-feira, que a sua administração em parceria com os órgãos competentes pondera nos próximos tempos encerrar seitas religiosas que de forma ilegal exercem a actividade no município sede.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Zaire: Administradora de Mbanza Kongo, Nzuzi Makiese

Foto: Pedro Moniz Vidal

A gestora fez este pronunciamento durante um encontro de auscultação que manteve com diversos líderes de igrejas e seitas religiosas sedeadas na circunscrição, para quem a sua administração em parceria com o sector da cultura e outros órgãos afins redobrou nos últimos meses as acções de fiscalização nos bairros periféricos da cidade de Mbanza Kongo.

De acordo com a responsável, as denominações religiosas que forem actuadas a exercerem a actividade sem a devida autorização das entidades competentes serão encerradas e os seus responsáveis levados à justiça para serem responsabilizados criminalmente.

“A igreja como parceira do Estado angolano deve desenvolver a sua actividade em estrito cumprimento da lei. Agora, quem achar abrir uma denominação religiosa para fins lucrativos e sem antes legalizar a sua situação junto das autoridades competentes vai, com certeza, sentir a mão pesada da justiça”, advertiu.

A administradora mostrou-se preocupada com o surgimento quase todos os dias de seitas religiosas nos bairros periféricos do município sede, muitas das quais de origem duvidosa que insistentemente perturbam a tranquilidade e o bem-estar dos moradores.

“São seitas religiosas que geralmente pregam a palavra de Deus em lingala (língua falada na RDC), em detrimento a língua nacional kikongo e o português. Em vez de contribuírem para o bem-estar das famílias fazem o contrário”, referiu a administradora.

A administração municipal de Mbanza Kongo controla 83 igrejas e cinco plataformas religiosas.

Assuntos Igreja   Província » Zaire  

Leia também
  • 31/01/2019 18:23:02

    PN detém falsificador de documentos no Zaire

    Soyo - Um cidadão da República Democrática do Congo (RDC), acusado de falsificar e vender certificados e declarações escolares, no município do Soyo, província do Zaire, foi apresentado, nesta quinta-feira, pela Polícia Nacional (PN), aos órgãos de comunicação social.

  • 31/01/2019 11:21:38

    Detido cidadão que se fazia passar por funcionário do Minint

    Mbanza Kongo - Um cidadão de 33 anos de idade, que se fazia passar por funcionário da Delegação do Ministério do Interior (Minint) na província do Zaire, foi detido quarta-feira, na vila do Nzeto, pela Polícia Nacional.

  • 29/01/2019 11:44:17

    Adolescente morre afogado na praia do Nzeto

    Mbanza Kongo - Um adolescente de 17 anos de idade morreu afogado na tarde desta segunda-feira, numa das praias da vila do Nzeto, província do Zaire.

  • 28/01/2019 17:21:18

    SIC recupera 130 carteiras escolares supostamente furtadas

    Soyo - Cento e 30 carteiras escolares supostamente furtadas numa das escolas do Iº ciclo do ensino secundário no município do Soyo, província do Zaire, foram recuperadas no último fim-de-semana, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC).