Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Setembro de 2018 | 11h35 - Actualizado em 12 Setembro de 2018 | 13h46

Administração de Mbanza Kongo pondera encerrar seitas religiosas

Mbanza Kongo - A administradora municipal de Mbanza Kongo, província do Zaire, Nzuzi Makiese, afirmou nesta quarta-feira, que a sua administração em parceria com os órgãos competentes pondera nos próximos tempos encerrar seitas religiosas que de forma ilegal exercem a actividade no município sede.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Zaire: Administradora de Mbanza Kongo, Nzuzi Makiese

Foto: Pedro Moniz Vidal

A gestora fez este pronunciamento durante um encontro de auscultação que manteve com diversos líderes de igrejas e seitas religiosas sedeadas na circunscrição, para quem a sua administração em parceria com o sector da cultura e outros órgãos afins redobrou nos últimos meses as acções de fiscalização nos bairros periféricos da cidade de Mbanza Kongo.

De acordo com a responsável, as denominações religiosas que forem actuadas a exercerem a actividade sem a devida autorização das entidades competentes serão encerradas e os seus responsáveis levados à justiça para serem responsabilizados criminalmente.

“A igreja como parceira do Estado angolano deve desenvolver a sua actividade em estrito cumprimento da lei. Agora, quem achar abrir uma denominação religiosa para fins lucrativos e sem antes legalizar a sua situação junto das autoridades competentes vai, com certeza, sentir a mão pesada da justiça”, advertiu.

A administradora mostrou-se preocupada com o surgimento quase todos os dias de seitas religiosas nos bairros periféricos do município sede, muitas das quais de origem duvidosa que insistentemente perturbam a tranquilidade e o bem-estar dos moradores.

“São seitas religiosas que geralmente pregam a palavra de Deus em lingala (língua falada na RDC), em detrimento a língua nacional kikongo e o português. Em vez de contribuírem para o bem-estar das famílias fazem o contrário”, referiu a administradora.

A administração municipal de Mbanza Kongo controla 83 igrejas e cinco plataformas religiosas.

Assuntos Igreja   Província » Zaire  

Leia também
  • 12/09/2018 12:34:04

    Restabelecido fornecimento de energia eléctrica a Mbanza Kongo

    Mbanza Kongo - O fornecimento de energia eléctrica à cidade de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire, foi restabelecido na noite de terça-feira, seis dias depois de ter sido superada a avaria num dos cabos subterrâneos de média tensão, por técnicos da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE).

  • 11/09/2018 11:25:56

    Chuva obstaculiza circulação em Mbanza Kongo

    Mbanza Kongo - A chuva que na noite desta segunda-feira, a primeira desde o início desta época chuvosa, caiu sobre a cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, está a criar constrangimentos à circulação rodoviária devido a obstrução de algumas vias, principalmente as da zona periférica.

  • 10/09/2018 15:55:10

    Cidade de Mbanza Kongo parcialmente às escuras

    Mbanza Kongo - A cidade de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire, está há cinco dias parcialmente às escuras, fruto da danificação de um cabo eléctrico subterrâneo de média tensão, por uma empresa que executa trabalhos de ligações domiciliares de água potável.