Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

11 Setembro de 2018 | 11h25 - Actualizado em 11 Setembro de 2018 | 11h25

Chuva obstaculiza circulação em Mbanza Kongo

Mbanza Kongo - A chuva que na noite desta segunda-feira, a primeira desde o início desta época chuvosa, caiu sobre a cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, está a criar constrangimentos à circulação rodoviária devido a obstrução de algumas vias, principalmente as da zona periférica.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Zaire: estado degradado das vias periféricas da cidade de Mbanza Kongo

Foto: Pedro Moniz Vidal

Com a duração de aproximadamente uma hora, a intensa chuva provocou erosão e abertura de crateras (pequenas valas) nos bairros Álvaro Buta, 11 de Novembro, 4 de Fevereiro e Martins Kiditu, cuja malha rodoviária é constituída por terra batida.

Numa ronda efectuda esta manhã pela Angop, constatou-se que parte considerável da via ascendente que sai do denominado largo do Monteiro ao centro comercial Nosso Super, bem como a que dá acesso a zona das 15 casas, passando pela conhecida zona de Banda Mar está obstruída de pedras, lixo e lamaçal arrastado pela correnteza da chuva, encobrindo, deste modo, o tapete asfáltico.

Munícipes contactados pela Angop afirmam ser um alerta para as autoridades administrativas locais quanto ao estado das vias dos bairros periféricos da cidade de Mbanza Kongo.

“Só apenas a primeira chuva desta época, assistimos um estado lastimável das vias. O que será para os próximos meses?”, questionou o morador do bairro 4 de Fevereiro Manuel Tazi.

Aconselhou as entidades competentes a trabalharem para reverter este quadro que se assiste em cada época chuvosa, com acções viradas à desobstrução de valas de drenagem das ruas asfaltadas para facilitar o escoamento de águas pluviais, bem como a expansão dos serviços de recolha de resíduos sólidos à periferia da cidade.

António Pedro, automobilista, disse que a chuva que caiu na noite desta segunda-feira está embaraçar a circulação de viaturas em alguns troços rodoviários, devido ao aglomerado de resíduos sólidos e pedras ao longo da estrada.

“Quem vai por exemplo à zona das 15 casas, passando pela rua Almirante Dias, mais conhecida por zona de Banda Mar encontra obstáculos na via, pois há muito lixo e pedras que foram arrastadas até ao tapete asfáltico, dai o cuidado redobrado aos motoristas”, referiu.

Para Marcelino Sitas, morador do bairro Álvaro Buta, para se ultrapassar esta situação, uma vez por todas, o governo deve expandir o tapete asfáltico às ruas dos bairros periféricos da cidade de Mbanza Kongo.

“Boa parte dessas vias de terra batida desemboca às ruas asfaltadas. Entretanto, quando chove todo o lixo é projectado para o tapete asfáltico, criando embaraços na circulação de transeuntes e automóveis”, frisou.

A cidade de Mbanza Kongo tem cinco bairros, nomeadamente Sagrada Esperança, Álvaro Buta, 11 de Novembro, Martins Kidito e 4 de Fevereiro.

Assuntos Chuvas   Província » Zaire  

Leia também
  • 10/09/2018 15:55:10

    Cidade de Mbanza Kongo parcialmente às escuras

    Mbanza Kongo - A cidade de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire, está há cinco dias parcialmente às escuras, fruto da danificação de um cabo eléctrico subterrâneo de média tensão, por uma empresa que executa trabalhos de ligações domiciliares de água potável.

  • 08/09/2018 17:20:20

    Polícia recupera diversos meios materiais furtados

    Mbanza Kongo - Diversos meios materiais, supostamente furtados por meliantes foram recuperados pela Polícia Nacional na província do Zaire, nos últimos sete dias.

  • 05/09/2018 19:36:40

    Localidade de Wonde-Tari conta com sistema de água potável

    Soyo - Cerca de mil e quinhentos habitantes da localidade de Wonde-Tari, comuna do Sumba, município do Soyo, província do Zaire, contam a partir de hoje, quarta-feira, com um sistema de abastecimento de água potável com capacidade de 25 mil litros.