Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

11 Setembro de 2018 | 16h23 - Actualizado em 11 Setembro de 2018 | 16h23

Famílias devem cumprir normas de segurança primária- diz responsável

Cuito - As famílias da região planáltica do Bié foram exortadas a cumprirem as normas de segurança primária, com vista a evitar o cometimento de crimes a nível das comunidades e consequentemente o conflito com às leis

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bié: Inspector prisional chefe, José Capingãla Daniel,

Foto: AURÉLIO SEGUNDA MOURINHO

A exortação foi manifestada à Angop hoje, terça-feira, na cidade do Cuito, pelo director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa, da Delegação do Ministério do Interior no Bié, inspector prisional chefe, José Capingãla Daniel, quando falava sobre a criminalidade, com destaque para os roubos e furtos de vários bens com recurso a armas de fogo e branca a nível da província.

O responsável manifestou igualmente a necessidade sobretudo dos responsáveis de famílias e outras pessoas adultas, no sentido de dialogarem e aconselharem os filhos, jovens e parentes das suas zonas de residência a formarem-se, tanto académica e profissionalmente, assim como procurarem empregos ao invés de optarem por práticas maldosas.  

José Daniel aproveitou ainda a oportunidade para aconselhar as famílias a estarem vigilantes e evitar deixar crianças sozinhas em casa ou com pessoas estranhas, para evitar que sejam violadas.

Relativamente a prática de crimes resultantes por crimes recorrentes a crença por feitiçaria, a fonte apelou aos cidadãos a optarem pelo diálogo aberto, para a resolução de qualquer problema.

Pediu também dos cidadãos o reforço da cultura de denúncia de crimes, bem como o contacto permanente com as forças de ordem e tranquilidade pública para estreitar e reforçar as relações com a comunidade, permitindo desta feita que os efectivos tenham uma informação concreta das áreas com maior índice de criminalidade.

Apontou a falta de iluminação pública, o difícil acesso aos bairros periféricos como um dos grandes entraves nas acções de actuação da Polícia Nacional, em algumas localidades onde se praticam crimes com maior frequência.

Entretanto, o Comando Provincial da PN registou, na última semana, 50 crimes de natureza diversa, mais 15 em relação ao período anterior que resultaram na detenção de 40 indivíduos supostamente implicados nos referidos casos.

Assuntos Polícia   Província » Bié  

Leia também
  • 10/09/2018 13:40:19

    Uso de capacete é obrigatório - Polícia Nacional

    Luanda - O oficial de informação do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial da Polícia Nacional (PN), subinspector Euler Matari, apelou nesta segunda-feira, os motociclistas a fazerem o uso do capacete, sob pena de serem penalizados.

  • 10/09/2018 12:50:32

    Detidos recebem assistência psicológica e médica

    Cuito - Mais de quatrocentos detidos da Comarca do Bié começaram hoje, segunda-feira, na cidade do Cuito, a beneficiar de assistência psicológica, jurídica e médica, visando evitar distúrbios mentais durante o cumprimento das penas.

  • 10/09/2018 11:43:20

    Formados 220 jovens em artes e ofícios

    Cuito - Duzentos e vinte jovens foram formados este ano no Centro de Formação Profissional do Cuito, província do Bié, em diversas especialidades.