Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

14 Setembro de 2018 | 23h23 - Actualizado em 14 Setembro de 2018 | 23h21

Novo Executivo trabalha para concretização de ideais de Neto - Escritor Luís Mendonça

Luanda - O novo Executivo angolano está a trabalhar para concretizar os ideais do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, e implementar o sentido antropológico e ético da geração de 50, afirmou hoje, sexta-feira, o escritor angolano Luís Mendonça.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ao dissertar numa palestra o tema “Os novos intelectuais de Angola e o paradigma do Estado Nação na poesia de Agostinho Neto”, o escritor realçou que esta geração defendia que o Estado deve ser ético e de bem, tendo reconhecido que pelo que vê, “o Presidente João Lourenço está a trabalhar neste sentido”.

O novo Executivo, continuou, está a tentar colmatar, criando comissões de trabalho, uma nova forma de governação, punindo os infractores para ver se consegue impôr o sentido ético e antropológico que defendia a geração de 50.

 Considera que para a concretização destes ideais, é necessário o Governo apostar em escolas com melhor qualidade, resgatar os valores culturais e que a justiça seja independente.

Explicou que Agostinho Neto pertenceu à geração de Mensagem que inclui Alcântara Monteiro, Viriato da Cruz, Mário Pinto de Andrade, António Jacinto e outros que tinha como ideal a libertação do país e o regresso às raízes angolanas.

 Para o escritor, desta geração Agostinho Neto foi o que melhor sintetizou estes ideais na sua poesia, principalmente no poema Voz Igual, onde se encontra o modelo de Estado Nacão que esta geração queria.

Neste modelo, de acordo ainda com o prelector, os governantes devem ser pessoas éticas, honestas, responsáveis e todo o trabalho do Governo deve ser dirigido para os grupos mais vulneráveis.

Frisou que estes ideais ainda não foram concretizados por causa das vicissitudes históricas, como “a guerra e má governação do país”.

 O palestrante recomendou a inclusão da poesia de Agostinho Neto como literatura obrigatória no ensino secundário, médio e no Curso Superior de Letras.

A palestra foi promovida pelo Governo Provincial de Luanda e contou com a participação de estudantes, militares e membros da Comissão de Moradores do Kilamba Kiaxi.

Leia também
  • 14/09/2018 16:08:23

    Administração vai desalojar moradores da ilha seca no Zango 4

    Luanda - As cento e vinte seis famílias cadastradas que vivem na ilha seca no distrito urbano do Zango 4, município de Viana, em Luanda, vão nos próximos dias ser desalojadas daquela circunscrição, informou hoje, sexta-feira, o administrador municipal de Viana, André Soma.

  • 14/09/2018 15:16:58

    Unidade Técnica limpa escolas do distrito da Maianga

    Luanda - Toneladas de resíduos sólidos foram recolhidas na última quarta-feira, nas imediações e nas instituições de ensino do largo das escolas, no distrito urbano da Maianga, município de Luanda.

  • 14/09/2018 14:35:01

    Polícia faz escolta gratuita de valores monetários - subinspector

    Luanda - O oficial de informação do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial da Polícia Nacional (PN), subinspector Euler Matari, apelou hoje, aos cidadãos para solicitar escolta a custo zero na transportação de valores monetários.