Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

22 Janeiro de 2019 | 16h55 - Actualizado em 22 Janeiro de 2019 | 16h54

Antigo comandante do SPCB começa a ser julgado no Namibe

Moçâmedes - O julgamento ex- comandante do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Alberto Domingos Mendes Machado, de 41 anos de idade, teve inicio, nesta terça-feira, no Tribunal Provincial do Namibe, respondendo ao processo de querela número 234/18.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Alberto Domingos Mendes Machada é acusado pela prática dos crimes de peculato, corrupção e abuso de poder, previstos e puníveis pelo código penal.

De acordo com o procurador da causa, Pedro Serra, o arguido, valendo-se da sua função, passou a gerir os recursos angariados a favor do Estado em benéficio próprio, a partir da conta da instituição que representava.

O arguido está em prisão preventiva desde 18 de Outubro de 2018, decretada pela Procuradoria-Geral da República com base na lei número 25/15, de Setembro, Lei das Medidas  Cautelares em Processo Penal.

Na sua leitura, o procurador dizia que os factos apurados na instrução preparatória determinam ter agido, de forma deliberada e consciente, com o propósito de apropriar-se indevidamente dos valores do Estado, mesmo sabendo que a sua conduta era criminalmente punível nos termos da lei.

“Com esta conduta, o arguido cometeu o crime de autoria moral e material. Trata-se de um crime previsto e punível pelas disposições do artigo 313,conjugado com o número cinco do artigo 421, ambos do código penal, sem prejuízo do número dois do artigo terceiro da lei número 4/94 de 28 de Janeiro”, disse o agente do Ministério Público.

Na leitura do despacho de pronúncia feita pelo juiz da causa, Domingos Tchingona, ficou provado que o arguido recebeu dinheiro de vários estabelecimentos comerciais desde 2016. Apropiou-se ainda dos valores arrecadados da emissão de certificados de segurança e da recepção de material de construção (varões de aço) avaliado em 805 mil 576 kwanzas.

Segundo ainda o Juiz Domingos Tchingona, o arguido desencaminhou, em prejuízo do Estado, 20 milhões 135 mil 302 kwanzas.

A leitura da sentença da causa está prevista para a próxima semana.

Assuntos Província » Namibe  

Leia também
  • 31/01/2019 17:20:39

    Sector do Ambiente do Namibe lança plano "Lixo Zero"

    Moçâmedes - Um plano denominado "Lixo Zero", promovido pelo Gabinete Provincial do Ambiente, Gestão do Resíduos Sólidos e Saneamento do Meio da província do Namibe, foi lançado hoje, quinta-feira, no município de Moçâmedes, com objectivo de tornar a região mais limpa.

  • 30/01/2019 18:41:07

    Ex-comandante dos bombeiros condenado a 16 anos de prisão

    Moçâmedes - O ex-comandante do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Alberto Domingos Mendes Machado, foi condenado hoje, quarta-feira, pelo tribunal provincial do Namibe, na pena única de 16 anos de prisão maior pelo crime de peculato.

  • 22/01/2019 14:31:16

    Deficientes físicos beneficiam de cadeiras de rodas

    Moçâmedes- Dez pessoas, das quais cinco crianças, portadoras de deficiência física beneficiaram, nesta terça-feira, no município de Moçâmedes, província do Namibe, de cadeiras de rodas e muletas canadianas.