Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

28 Janeiro de 2019 | 13h08 - Actualizado em 28 Janeiro de 2019 | 17h06

Moradores do Camama beneficiam de centro médico

Luanda - Um centro médico "Graça Pura Esperança" foi inaugurado este domingo, pela secretária do Presidente da República para os assuntos sociais, Fátima Viegas e pela profetiza Suzeth João, líder da Igreja Teosófica Espírita, no bairro Camama, município do Talatona.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A unidade sanitária situa-se no quintal da igreja, juntamente com mais um centro de formação profissional de artes e ofícios e em corte e costura.

O centro médico vai prestar assistências, entre outros, em pediatria, planeamento familiar, pré-natal, consultas gerais e de especialidade, bem como em otorrinolaringologia e obstetrícia.

"Graça Pura Esperança" terá as portas abertas ao público a partir de hoje, segunda-feira, (28), das 8h00 as 20h00, e os utentes pagarão por cada consulta de especialidade, mil kwanzas, realizadas apenas das 14 em diante. As outras são gratuitas.

De acordo com a profetiza Suzeth João, a Igreja como parceira do Estado tem um amplo projecto social, na alfabetização, educação, artes e ofícios, corte e costura, culinária, pastelaria, música e artesanato, com vista a melhorar o nível de vida das comunidades.

A líder da Igreja garantiu que vai continuar a prestar o seu apoio ao Estado, com acções sociais susceptíveis de elevar a qualidade de vida dos cidadãos, de uma forma geral e dos crentes em particular.

Referiu que o centro médico visa acudir os populares evitando que continuem a percorrer longas distâncias para beneficiarem dos serviços de saúde.

A unidade sanitária está repartida em vários compartimentos, entre os quais, consultórios, laboratórios e sala de aconselhamento. O hospital mais próximo do local é o Geral do Camama, que dista a sensivelmente três quilómetros, em direcção a via expressa.

Segundo o director clínico do centro, Simão Katandala, o corpo clínico é constituído por sete médicos e 14 enfermeiros, além de funcionários administrativos.

A margem da inauguração do centro de saúde foi lançado um livro da jornalista portuguesa e directora editorial, Natália Henriques, que retrata o percurso religioso do líder fundador da Igreja Teosófica Espírita, profeta Moisés II.

A obra tem 109 páginas com uma tiragem de mil exemplares.

Assistiram a cerimónia a secretária provincial da OMA, Eulália Rocha, a deputada Genoveva Lino, a directora do gabinete provincial de Luanda, Rosa Besa, entre outros convidados.

Assuntos Província » Luanda   Saúde  

Leia também
  • 02/02/2019 13:06:34

    Chuva alaga ruas e mais de 700 residências em Luanda

    Luanda - Setecentas e 11 residências inundadas, algumas escolas, centros e postos médicos alagados, assim como ruas intransitáveis, mas sem o registo de vítimas humanas, são o resultado da chuva que caiu durante sete horas na sexta-feira (1), na província de Luanda, segundo dados provisórios divulgados hoje, sábado.

  • 01/02/2019 23:36:45

    Deputados da UNITA sugerem aumento dos postos de identificação

    Luanda - Deputados do grupo parlamentar da Unita manifestaram-se preocupados, face as enchentes que se registam nos postos de Identificação Civil e Criminal no município de Viana, em Luanda, e sugerem o aumento de mais serviços para se atenuar a demanda.

  • 31/01/2019 13:37:17

    Maior parte dos incêndios é causado por negligência

    Luanda - Cinquenta e um incêndios dos 72 registados, em Luanda, durante o mês de Janeiro deste ano, foram provocados por negligência, menos cinco em relação ao mesmo período de 2018.

  • 31/01/2019 13:15:38

    PN detém oficial no Cazenga por suspeita de corrupção

    Luanda - A Polícia Nacional deteve, na última quarta-feira, 30, um sub-chefe pertencente à 12ª esquadra, no município do Cazenga, em Luanda, por alegado envolvimento em actos de corrupção.