Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

29 Janeiro de 2019 | 13h28 - Actualizado em 29 Janeiro de 2019 | 17h15

Seca no Cunene requer soluções imediatas

Ondjiva - A situação da seca na província do Cunene requer soluções concretas e imediatas para acudir à população afectada pela carência de água, referiu hoje, terça-feira, o ministro da Administração do Território e Reforma do Estado, Adão de Almeida, em Ondjiva.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Adão de Almeida - Ministro da Administração do Território e Reforma do Estado

Foto: Rosário dos Santos

O governante teceu essas considerações num encontro com os membros do governo local e do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, no quadro da visita de dois dias ao Cunene para avaliar as consequências da seca, considerando que a situação é crítica, desafiante e exige mais pragmatismo e acção.

Entre as medidas imediatas, apontou a reparação e a abertura de furos de água nas zonas mais crítica para atender a população.

"A seca no Cunene é frequente, daí que os projectos devem ser implementados na perspectiva de terminar-se com as emergências regulares derivada da falta de chuva e ter-se um programa sustentável", frisou o governante.

Adão de Almeida sublinhou ainda que todas as soluções encontradas vão ser apresentadas ao Presidente da República, João Lourenço, para se garantir os apoios necessários para a sua efectiva execução.

Durante a estadia no Cunene, o ministro visitou a comuna de Ombala yo Mungo, município de Ombadja, tida como zona crítica.

A comissão multissectorial, que regressou hoje à Luanda, integrou os secretários de Estado para Acção Social, Lúcio do Amaral, da Agricultura e Pecuária, José Carlos Bettencourt e das Águas, Luís Filipe da Silva, da Saúde para Área Hospitalar, Leonardo Inocêncio, e do Comércio, Amadeu Leitão Nunes.

No Cunene estão afectados pela seca 284 mil e 780 pessoas.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também
  • 05/02/2019 12:13:18

    Hospital missionário ganha novos espaços

    Ondjiva - Um centro de tratamento de tuberculose, uma morgue e sete casas para médicos, do tipo T1 e T2, construídos de raíz, afecto ao hospital missionário do Chiulo, no município de Ombadja, província do Cunene, foram inaugurados segunda-feira, pelo governador local, Virgílio Tyova.

  • 31/01/2019 17:46:22

    Responsável aponta medidas para reduzir impacto da seca no Cunene

    Ondjiva - O desassoreamento dos rios, construção de canais de irrigação e chimpacas são algumas das soluções indicadas pelo director provincial em exercício do Gabinete do Ambiente do Cunene, Tchingungo Contreiras, para minimizar o impacto da seca que regulamente afecta a circunscrição.

  • 29/01/2019 12:38:48

    Governo assegura apoio alimentar às pessoas afectadas pela seca

    Ondjiva - Duzentas e 84 mil e 780 pessoas na província do Cunene afectadas pela seca vão beneficiar, dentro de dias, de assistência alimentar, anunciou hoje, terça-feira, em Ondjiva, o Secretário de Estado para Acção Social, Lúcio do Amaral.