Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

08 Fevereiro de 2019 | 19h58 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2019 | 19h57

Conservatória do município da Caála com limitações para emissão de cédulas

Caála - A conservatória do registo civil do município da Caála, na província do Huambo, continua, desde Novembro, sem impressos e livros para emitir cédulas pessoais.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A preocupação foi manifestada hoje, sexta-feira, à ANGOP, pela responsável da conservatória, Jovita Samba.  

Por esta razão, segundo a responsável, estão a ser improvisados boletins de nascimento, enquanto se aguarda pela solução do problema, para que os cidadãos possam ser registados.

Sublinhou, porém, que estes boletins não são legais, apenas servem para conservar os dados, para que, a posterior, os mesmos possam ser transferidos às cédulas e livros de registo.

Jovita Samba informou que, em 2018, esta conservatória do registo civil emitiu 35.999 cédulas pessoais, igual quantidade de assentos de nascimentos.

Leia também
  • 08/02/2019 18:51:28

    Jovem de 23 anos de idade morre atacada por cães

    Caála - Uma jovem de 23 anos de idade, atacada segunda-feira por quatro cães da raça pitibul e rotvaile, acabou por morrer hoje, sexta-feira, no município da Caála, na província do Huambo.

  • 08/02/2019 16:25:27

    Surgimento de focos de lixo inquieta moradores

    Mbanza Kongo - O surgimento de numerosos focos de lixo à beira das principais vias urbanas de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire, está a preocupar os moradores da zona periférica da cidade, que solicitam uma intervenção urgente das autoridades para inverter o quadro.

  • 08/02/2019 14:54:29

    Ascofa quer reintegração dos ex-militares no funcionalismo público

    Luanda - O actual Conselho de Administração da Associação de Apoio aos Combatentes das ex-FAPLA (Ascofa), no âmbito das linhas de acção para o quinquénio 2019/2024, tenciona trabalhar com os governos provinciais para a reintegração dos associados que ainda possuem robustez física em qualquer ramo da vida social.