Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

08 Fevereiro de 2019 | 16h25 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2019 | 16h25

Surgimento de focos de lixo inquieta moradores

Mbanza Kongo - O surgimento de numerosos focos de lixo à beira das principais vias urbanas de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire, está a preocupar os moradores da zona periférica da cidade, que solicitam uma intervenção urgente das autoridades para inverter o quadro.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Zaire: Lixo invade ruas da periferia da cidade de Mbanza Kongo

Foto: Pedro Moniz Vidal

Parte considerável dos resíduos sólidos urbanos, segundo afirmaram alguns munícipes abordados hoje pela Angop é depositada, alegadamente, por proprietários de armazéns e estabelecimentos comerciais localizados na periferia da urbe, sob olhar impávido e sereno dos fiscais da administração municipal de Mbanza Kongo.

Em algumas vias dos bairros 11 de Novembro, Álvaro Buta e 4 de Fevereiro, por exemplo, os amontados de lixo chegam mesmo de obstruir a circulação de veículos, criando embaraços aos automobilistas e transeuntes.

Esta situação preocupa os habitantes locais que pedem medidas concretas, que passam pelo reforço da capacidade de intervenção da empresa encarregue pela limpeza da cidade, assim como do papel dos agentes de fiscalização da administração municipal.

Sebastião Agostinho, munícipe, aponta como uma das soluções ao problema a sensibilização de todos os agentes comerciais no sentido de contribuírem na limpeza e gestão do lixo por si produzido.

Para Isabel Mambuene, a existência de muitas ruas de terra batida no interior dos bairros periféricos da cidade, que fruto da acção das chuvas muita lama e lixo têm sido arrastados até às principais vias já pavimentadas.

Pediu, por isso, esforço por parte das autoridades governamentais no sentido de se dar continuidade ao programa de reabilitação das vias urbanas desta localidade, dotando-as de todas as redes técnicas para o escoamento das águas pluviais.
 

Uma fonte da administração municipal contactada pela Angop alega que o serviço de limpeza, recolha e tratamento dos resíduos sólidos, a nível do casco urbano e suburbano de Mbanza Kongo há muito passou a ser da responsabilidade do governo provincial, que tem um contrato assinado com a única operadora encarregue para o efeito.

A cidade de Mbanza Kongo possui uma população estimada em 155 mil e 174 habitantes distribuídos pelos bairros Sagrada Esperança, Álvaro Buta, Martins Kidito, 4 de Fevereiro e 11 de Novembro.

 

Leia também
  • 08/02/2019 14:54:29

    Ascofa quer reintegração dos ex-militares no funcionalismo público

    Luanda - O actual Conselho de Administração da Associação de Apoio aos Combatentes das ex-FAPLA (Ascofa), no âmbito das linhas de acção para o quinquénio 2019/2024, tenciona trabalhar com os governos provinciais para a reintegração dos associados que ainda possuem robustez física em qualquer ramo da vida social.

  • 08/02/2019 12:25:05

    Vítimas do acidente do Cuanza Norte transferidas para Luanda

    Ndalatando - Sete feridos graves, das 17 vítimas do acidente ocorrido quinta-feira, na Estrada Nacional número 230-A, que recebiam assistência no Hospital Provincial do Cuanza Norte, em Ndalatando, foram transferidos, nesta sexta-feira, para unidades hospitalares de Luanda.

  • 08/02/2019 11:10:35

    Polícia prende implicados na morte de empresários estrangeiros na Huíla

    Matala - Cinco pessoas foram detidas quinta-feira no município da Jamba, província da Huíla, suspeitas de envolvimento na morte de dois empresários (um português e um moçambicano), que tentavam efectuar um negócio ilícito de minério.