Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Fevereiro de 2019 | 14h02 - Actualizado em 12 Fevereiro de 2019 | 14h10

Governador ausculta sobreviventes do 4 de Fevereiro

Luanda - Um memorando da Associação dos Heróis do 4 de Fevereiro, com onze pontos, foi entregue hoje, terça-feira, ao governador provincial de Luanda, Sérgio Luther Rescova.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luther Rescova, Governador de Luanda

Foto: Francisco Miúdo

O documento foi entregue ao governador durante um encontro com dez sobreviventes do 4 de Fevereiro, de um total de 21, muitos dos quais adoentados.

Depois de ter entregue o documento ao governador, o secretário-geral da Associação, Agostinho Inácio (Kissequele), mostrou-se satisfeito por ter recebido do governador promessas de que será o advogado dos antigos combatentes, junto das instâncias superiores para os apoios que se esperam.

“Nós já solicitamos ao antigo Presidente da República para que autorizasse os nossos chek up no exterior do país e isso não é favor algum, assim como nos promover à general de três estrelas”, enfatizou.

Para o efeito, de acordo com o director da Cultura do Governo Provincial de Luanda, Manuel Sebastião, o governador manifestou disponibilidade em apoiar os sobreviventes, tendo orientado a vice-governadora para o sector social, Ana Paula Correia Victor, a agendar encontros periódicos, a partir de sexta-feira (15), de formas a se solucionarem problemas pontuais.

Durante o encontro de aproximadamente 30 minutos, o governador manteve uma conversa franca e aberta e ouviu da rainha do 4 de Fevereiro, Engrácia Cabenha, desabafos e preocupações.

No final da conversa, Engrácia Cabenha manifestou-se feliz pelo convite do governador e fez saber que os sobreviventes do 4 de Fevereiro necessitam de, entre outras ajudas, assistência médica e medicamentosa, meios de locomoção (cadeiras de rodas) e de habitações condignas.

“Estamos há muitos anos no MPLA, toda nossa juventude demos em prol do país e hoje há vários condomínios construídos, mas o antigo combatente está sem casa”, lamentou.

O encontro realizou-se em saudação ao 4 de Fevereiro, dia do início da luta armada em Angola.

Entre os convidados do governador esteve o antigo ministro dos Antigos Combatentes, José Pedro Van-Dúnem.

Leia também
  • 12/02/2019 12:01:28

    Afogamentos em praias proibidas aumentam em Luanda

    Luanda - Pelos menos 17 pessoas morreram afogadas, em Luanda, em praias proibidas para banhistas, desde o principio do corrente ano, mais cinco mortes em relação ao mesmo período de 2018.

  • 11/02/2019 17:42:47

    Diocese de Viana com novo bispo

    Luanda - Dom Emílio Sumbelelo é desde hoje, segunda-feira, o novo bispo da Diocese de Viana, província de Luanda, nomeado pelo Papa Francisco, em substituição de dom Joaquim Lopes.

  • 09/02/2019 16:38:16

    Bermas das valas de macro drenagem terão contentores de lixo

    Luanda - As bermas das valas de macro drenagem, em Luanda, contarão em breve, com contentores para o depósito de resíduos sólidos, de formas a que os moradores circunvizinhos evitem assoreá-las.