Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

05 Novembro de 2019 | 17h48 - Actualizado em 05 Novembro de 2019 | 18h19

Descargas eléctricas matam onze em menos de dois meses

Huambo - Onze pessoas morreram, entre 15 de Setembro à presente data, na província do Huambo, depois de atingidas por descargas eléctricas, em consequência das chuvas que se registam no planalto central, menos uma vítima em relação a idêntico período anterior.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi avançada hoje, terça-feira, pelo comandante local do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCP), subcomissário bombeiro Joaquim Domingos António, na abertura das jornadas comemorativas ao Dia Nacional do Bombeiro, a assinalar-se no próximo dia 30 de Novembro.

Referiu que, em consequência das descargas eléctricas, cinco outras pessoas ficaram feridas, enquanto 68 residências foram destruídas parcialmente nos 11 municípios da província do Huambo, num total de 35 mil e 771 quilómetros quadrados de extensão territorial.

O oficial comissário do SNPCB realçou a necessidade de haver um maior investimento no sistema de combate a incêndio e catástrofes naturais, com forma de preserva a vida humana, por se tratar de um bem que não tem preço, além de ser inegociável.

Salientou que os acidentes com fogo podem trazer danos inestimáveis e irreversíveis, a exemplo de mortes, ferimentos graves, prejuízos ambientais, paralisação de actividades sociais e produtivas, perda de património público ou privado, assim como a cultura de segurança contra riscos de incêndios e outras situações conexas.

Sob o lema “Por uma cultura participativa das populações na prevenção dos riscos de desastres”, as jornadas serão marcadas com a realização de palestras e campanhas de sensibilização para alertar a população que vive em zonas consideradas de risco sobre os perigos e desencorajá-la a construir em locais inapropriados, além de visitas a áreas consideradas críticas.

O Serviço de Protecção Civil e Bombeiros é um órgão afecto ao Ministério do Interior e foi criado para salvar vidas e proteger os bens públicos e privados, cuja data de aniversário deveu-se a extinção, há 38 anos, de um incêndio de grandes proporções ocorrido na refinaria de petróleo, na Petrangol, em Luanda (capital do país).

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 05/11/2019 12:58:15

    Polícia desmantela grupo de marginais "altamente perigosos"

    Huambo - Um grupo de supostos marginais constituído por seis cidadãos, implicados na prática de crimes de associação de malfeitores, posse ilegal de arma de fogo e furto qualificado, foi desmantelado, nos últimos dez dias, pela Polícia Nacional, em coordenação com o Serviço de Investigação Criminal (SIC).

  • 05/11/2019 11:32:10

    Governo melhora condições de trabalho das parteiras tradicionais

    Huambo - Cinquenta parteiras tradicionais da comuna do Mbave, município da Chicala-Cholohanga (Huambo), receberam, no início desta semana, vários kits de trabalho, numa iniciativa do Governo do planalto central, em parceria com o Fundo Lwini.

  • 02/11/2019 05:56:15

    Estradas da cidade da Caála começam a ser reabilitadas

    Caála - Cerca de dois quilómetros de estradas, dos 15 previstos no interior da cidade da Caála (Huambo), começaram por ser reabilitados nesta sexta-feira, para tornar mais acessível a circulação de pessoas e bens, no âmbito do Programa de Intervenção dos Municípios (PIIM), lançado pelo Presidente da República, João Lourenço, em Junho deste ano.