Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

17 Novembro de 2019 | 18h45 - Actualizado em 17 Novembro de 2019 | 18h42

Acidentes de viação matam mais de 100 pessoas no Cuanza Sul

Sumbe - Cento e quarenta pessoas morreram e 423 ficaram feridas em consequência de 380 acidentes de viação registados de Janeiro a Outubro deste ano, na província do Cuanza Sul, mais 22 em relação ao período de 2018.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza-Sul, Acidente no Morro do Chingo, viatura embate contra a Igreja Visão Cristã

Foto: Joaquim Tomás

Os dados foram revelados hoje, domingo, à imprensa, pelo director da Polícia de Viação e Trânsito do Cuanza Sul, Intendente, Moisés Sambaula Paulino, à margem da homenagem às vítimas de acidentes de viação, realizada hoje no Morro do Chingo, sob orientação do governador provincial Job Capapinha.

Referiu que durante o período em referência foram registados 85 choques entre veículos, 52 entre  velocípedes com motores, 14 entre motociclos, 40 despistes, 109 capotamentos e 30 em obstáculo fixo.

Os municípios do Sumbe e Porto-Amboim foram os que registaram maior número de sinistralidade com 113 e 50 respectivamente.

Salientou que, a condução sob efeito de álcool, mau estado técnico das viaturas, imprudência e mau estado das vias são as principais causa dos acidentes.

Aconselhou aos automobilistas a conduzirem com prudência e respeitarem as regras de trânsito.

Em saudação ao Dia Mundial das vítimas das estradas assinalado hoje, realizou-se uma oração e deposição de uma coroa de flores no Morro do Chingo, bem como a distribuição de panfletos com 11 conselhos úteis sobre a sã convivência na estrada e na sociedade.

O morro do Chingo foi escolhido para o acto por ser o que maior número de acidentes regista, na sua maioria mortais, sobretudo de camiões.

Em Outubro de 2005, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou uma resolução aclamando todos os países para que estabelecessem o terceiro domingo do mês de Novembro de cada ano como o dia dedicado à Memória das Vítimas da Estrada.

Leia também