Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

17 Novembro de 2019 | 19h16 - Actualizado em 17 Novembro de 2019 | 19h16

Mortes por acidentes de viação reduzem em Malanje

Malanje - Os casos de mortes por acidentes de viação reduziram nos últimos três anos em mais de 50 por cento em Malanje, fruto do acatamento das medidas de prevenção rodoviária que a Polícia Nacional (PN) vem desenvolvendo na província.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi dada hoje pelo comandante provincial da PN, comissário António Bernardo, por ocasião do dia mundial das vítimas da estrada, referindo que até 2015, as estatísticas apontavam para um registo de até 800 mortes por ano, mas de 2016 a 2018, o número de vítimas mortais anual oscila até aos 100.

Explicou que a melhoria na organização e fiscalização do trânsito automóvel e responsabilização dos infractores, por parte da Polícia Nacional, bem como a consciencialização e colaboração dos cidadãos, contribuíram para a redução paulatina dos casos de acidentes e consequentemente das mortes.

Apelou aos automobilistas e ocupantes de automóveis, no sentido de cumprirem sempre com o código de estrada, sobretudo o uso dos acessórios de segurança para evitar cada vez mais vítimas mortais e feridos por acidentes de viação na província.

Na ocasião, o governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, considerou que apesar da redução significativa das mortes, é preocupante a ocorrência de acidentes, por isso urge a contínua atenção as formas de prevenção dos mesmos, tendo apelado para uma condução prudente, evitando o excesso de velocidade que muitas vezes se regista, sobretudo por parte dos jovens, pelo facto das estradas estarem reabilitadas.

Exortou os organismos afins, a ter em atenção todos os pressupostos para atribuição de cartas de condução aos cidadãos, pois muitos acidentes decorrem da falta de habilidade do condutor.

O governante mostrou-se solidário para com as vítimas de dois acidentes fatais ocorridos no mês passado no município de Cacuso, ao longo da estrada nacional 230 que causaram morte de nove pessoas e mais de 10 feridos.

De Janeiro a Novembro deste ano, de acordo com o responsável do movimento rodoviário da direcção provincial de viação e trânsito, 1º sub-chefe João Alfredo, foram registados 300 acidentes de viação, menos 35 comparativamente ao igual período de 2018.

Destes acidentes, fez saber, resultaram 75 mortes e 295 ferimentos, bem como danos materiais avaliados em 385 mil kwanzas.

As comemorações do dia mundial das vítimas na estrada decorrem sob o lema “Sinistralidade rodoviária, somos todos vítimas” e foram marcadas com a homenagem aos cidadãos falecidos por acidentes de viação, através de uma marcha de solidariedade.

A efeméride foi instituída pela Organização das Nações Unidas e comemora-se anualmente no terceiro domingo do mês de Novembro, em memória às vítimas da estrada, para honrar os cidadãos que perderam a vida em acidentes de viação em todo o mundo.

Leia também
  • 16/11/2019 20:17:05

    População do Mona Quimbundo beneficia de bens alimentares

    Mona Quimbundo - A população da comuna do Mona Quimbundo, que dista a 54 quilómetros da cidade de Saurimo, província da Lunda Sul, beneficiou neste sábado, de bens alimentares diversos, materiais desportivos e agrícola, com vista a suprir as dificuldades com que se debatem aqueles habitantes.

  • 16/11/2019 15:12:25

    Cuanza Norte: Polícia promove campanha de sensibilização

    Ndalatando - Uma campanha de sensibilização aos automobilistas sobre práticas de condução exemplar e segurança nas estradas, está a decorrer durante este final de semana, na cidade de Ndalatando, província do Cuanza Norte.

  • 15/11/2019 19:00:40

    Serviços Prisionais apostam na socialização dos reclusos

    Ndalatando - Os Serviços Prisionais da província do Cuanza Norte apostam na humanização e socialização dos reclusos, com a implementação de programas de ensino, cursos profissionais e actividades agrícolas.