Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

21 Novembro de 2019 | 23h16 - Actualizado em 22 Novembro de 2019 | 17h37

Responsável reitera aposta na formação de jornalistas em Angola

Lisboa (Da correspondente) - O director nacional de informação do Ministério da Comunicação Social de Angola, Rui Vasco, reafirmou hoje, quinta-feira, em Lisboa, a aposta do sector na formação dos profissionais da classe.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Rui Vasco, Director Nacional para Informação do Ministério da Comunicação Social (Foto Arquivo)

Foto: António Escrivão

Para o responsável, há necessidade urgente de se capacitar os profissionais de comunicação, de forma a permitir que estejam cada vez mais bem preparados para exercer a actividade jornalística.

Em declarações à Angop, à margem do VIII Encontro da Plataforma das Entidades Reguladoras da Comunicação Social dos Países e Territórios de Língua Portuguesa, Rui Vasco salientou que só com formação sólida é que os profissionais conseguirão dominar as novas tecnologias e as regras do jornalismo.

De acordo com o responsável, só dominando esses elementos os jornalistas conseguem fazer frente àquilo que é o dia-a-dia das notícias falsas e às redes sociais.

“Para fazermos isso, temos de ser cada vez melhores profissionais, temos que ter cada vez mais e melhores profissionais, fazer cada vez mais e melhor o jornalismo, um jornalismo de verdade, com investigação, rigor que a própria profissão exige, porque, de outra maneira, estamos sujeitos a ser absorvidos pelo que não é jornalismo”, referiu.

Outra das grandes preocupações do sector tem a ver com a modernização das empresas de comunicação social em Angola, sejam públicas ou privadas. As mesmas devem acompanhar a modernização.

Considera existir mudanças todos os dias nas tecnologias, como com as câmaras fotográficas, de televisão e aparelhos de rádio, uma evolução para um mundo moderno.

“A comunicação social tem muitos desafios em Angola, mas centralizo-me nessas duas vertentes "formação e revolução tecnológica" e também nas infras-estruturas”, referiu.

Durante o encontro, foram abordados temas como “Fenómeno da Desinformação, Contexto Europa e Nacional”, “Os Riscos da Revolução Digital e as Fake News como Sintoma” e “Democracia e Pluralismo nos Media: Desafios da Desinformação”.

O encontro, organizado pela Plataforma das Entidades Reguladoras da Comunicação Social dos Países e Territórios de Língua Portuguesa(PER), em parceria com a Entidade Reguladora da Comunicação Social Angolana (ERCA) e a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), contou com a presença do embaixador de Angola em Portugal, Carlos Fonseca, do secretário-geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCLA), Vítor Ramalho, dos diplomatas angolanos acreditados naquele país luso e jornalistas, entre outras entidades.
 

Assuntos Formação  

Leia também
  • 21/11/2019 17:47:49

    Formados no CLESE inseridos no mercado de trabalho

    Lubango - Trezentos e sete jovens ingressaram no mercado de trabalho, de um total de dois mil e 80 formados desde 2014 a Outubro último pelo Centro Local de Empreendedorismo e Serviços de Emprego (CLESE) do Lubango, nas áreas de comércio, hotelaria e prestação de serviços.

  • 20/11/2019 18:34:13

    Mais de 50 jovens formados em cursos técnicos em Viana

    Luanda - Cinquenta e dois jovens terminaram hoje (quarta-feira) em Viana, em Luanda, os cursos técnicos profissionais de marcenaria, serralharia e mecânica, uma iniciativa da ONG Acção para o Desenvolvimento dos Jovens Angolanos e Estrangeiros (ADJAE).

  • 05/11/2019 15:52:56

    Sindicalistas formadas em empreendedorismo no Lubango

    Lubango - Cento e 34 mulheres sindicalizadas participam, no Lubango, província da Huíla, numa formação profissional de empreendedorismo, destinada a potenciar as trabalhadoras domésticas de conhecimentos sobre empreendedorismo.