Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

03 Dezembro de 2019 | 19h17 - Actualizado em 03 Dezembro de 2019 | 21h17

Portadores de deficiências clamam por emprego

Malanje - Responsáveis da Associação Nacional dos Cegos e Amblíopes de Angola (ANCA) e a Associação Nacional de Deficientes de Angola (ANDA) da província de Malanje defenderam hoje, terça-feira, mais oportunidades de emprego para os seus filiados.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Portadores de deficiências clamam por emprego

Foto: Leonardo Castro

Cunene: Dia Internacional do Deficiente

Foto: José Cachiva

Em declarações à Angop, a propósito do 3 de Dezembro, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, o presidente da ANCA na província de Malanje, Adão Balanga, disse que a inserção dessa franja da população no mercado de trabalho é fundamental para sua inserção na sociedade e na melhoria da qualidade da sua vida e da família.

Defendeu a necessidade da criação e implementação de políticas eficazes para a inserção de pessoas portadoras de deficiências no mercado de trabalho e punir os actos de descriminação social, económica e cultural contra essa franja da população.

Adão Balanga manifestou interesse em fazer parcerias com o Gabinete Provincial da Acção Social, Família e Igualdade de Género de Malanje, no sentido de traçar estratégias de inclusão social, particularmente dos deficientes visuais, devido a dificuldade de locomoção que enfrentam.

Informou, por outro lado, que a ANCA na província de Malanje enfrenta inúmeros obstáculos, principalmente a falta de instalações próprias e de transportes para os trabalhos da associação.

Por sua vez, o presidente da ANDA da província de Malanje, José João, apontou o combate ao estigma como uma das prioridades da sua organização.

"O portador de deficiente é um elemento válido e importante no desenvolvimento das sociedades, só precisam de oportunidades para demonstrarem as suas capacidades", ressaltou.

Reforçou o apelo ao Governo Provincial de Malanje no sentido de enquadrar mais portadores de deficiências em determinadas instituições públicas.

A ANCA e a ANDA na província de Malanje controlam mais de mil portadores de deficientes entre mutilados de guerra, surdos, mudos e cegos, entre outros.

Uíge

O Governo angolano continuará a criar mais projectos virados à protecção e melhoria das condições de vida das pessoas portadoras de deficiência reafirmou hoje, terça-feira, a directora da Acção Social, Família e Igualdade do Género da província do Uíge, Viliana Bunga.

Lembrou que, o Governo está a proporcionar aos portadores de deficiência assistência social, nutricional, médica, educacional, formação profissional, bem como fornecimento de meios de trabalho, entre outros benefícios.  

O Governo, sublinhou, vai continuar a enquadrar nos empregos públicos pessoas portadoras de deficiência, através dos concursos públicos, assim como vai estimular os privados inserirem no seu meio indivíduos desta camada populacional.

A nível local, ressaltou, o Governo Provincial do Uíge está a trabalhar para elevação da melhoria das condições básicas de vida dos portadores de deficiência da região.

A Direcção Provincial da Acção Social, Família e Igualdade do Género do Uíge controla 10 mil e 711 portadores de deficiência.

Lunda Sul

Portadores de deficiência da província da Lunda Sul apelaram hoje, terça-feira, em Saurimo, ao governo local no sentido de fazer cumprir a Lei das Acessibilidades, através da construção de rampas e elevadores, em espaços públicos.

Essa solicitação foi feita pelo presidente da Associação dos Deficientes e Intelectuais da Lunda Sul, Filipe Gonçalves, tendo argumentado que a implementação desta lei vai a reduzir as dificuldades de locomoção desta camada da população.

Segundo Filipe Gonçalves, devido a falta de rampa e elevadores em espaços públicos, os portadores de deficiência têm vindo a enfrentar inúmeras barreiras a nível de locomoção, facto que cria constrangimentos no seu processo de inclusão social.

Apontou as barreiras de acessibilidade em estabelecimentos públicos e privados, o preconceito laboral e a atitude negativa de certas famílias de privarem seus parentes de frequentarem instituições académicas como os principais entraves dos programas de inclusão económica, social e cultural dos portadores de deficiência.

Defendeu a necessidade do Governo isentar os portadores de deficiência do pagamento de certos emolumentos nas instituições públicas, facilitar o acesso às universidades, ao emprego, entre outras regalias.

Por seu turno, a governadora provincial em exercício da Lunda Sul, Laurinda Lemessa, afirmou que as autoridades locais vão continuar a apostar na formação académica, técnica e profissional dos portadores de deficiência para facilitar a sua inserção no mercado de trabalho e reduzir a carência desta franja da sociedade.

Recordou que o Governo Provincial da Lunda Sul tem traçado políticas para melhorar a qualidade de vida dos portadores de deficiência, com realce para o combate à descriminação e inclusão social.

Estão controlados na província da Lunda Sul 13 mil 281 pessoas portadoras de deficiência.

Namibe

O administrador municipal em exercícios de Moçâmedes, província do Namibe, José Domingos Correia, destacou hoje, terça-feira, o empenho do Executivo de promover a segurança e proteger os direitos e liberdades fundamentais das pessoas portadores de deficiência.

José Domingo sublinhou que o Estado angolano está apostado em proteger e assegurar os direitos dos angolanos, no geral, e dos portadores de deficiência, em particular.

Cuando Cubango

A vice-governadora provincial para sector Político, Social e Económico do Cuando Cubango, Carla Cativa, reconheceu nesta terça-feira, Menongue, o espírito de sacrifício e de superação das pessoas portadoras de deficiência do país.

Apesar das suas limitações, frisou, muitos dos portadores de deficiência têm sido exemplos positivos para a sociedade, através do seu patriotismo, companheirismo, profissionalismo e outras qualidades.

 Elegeu como exemplo de superação a selecção nacional de futebol com muletas, que sagrou-se campeã do mundo da modalidade, em 2018 no México.

“Temos ainda pessoas portadoras de deficiência que destacam-se nas áreas da docência, medicina, enfermagem, alfaiataria, sapataria, agricultura, construção civil e em outras actividades”, acrescentou.

Cuanza Sul

O responsável da ANDA na província do Cuanza Sul, Araújo Júlio, advogou hoje, terça-feira, na cidade do Sumbe, maior atenção e eficácia na implementação das políticas de inclusão social, política e cultural a favor desta camada da população.

Para Araújo Júlio, as autoridades do país, em geral, e da província do Cuanza Sul, em particular, devem promover mais as políticas de inclusão desta faixa da população, através do fácil acesso ao emprego, à formação académica e profissional, eliminação de barreiras de acessibilidade em espaços públicos, isenções no pagamento de certos emolumentos, entre outros benefícios.

O Gabinete Provincial da Acção Social, Família e Igualdade do Género do Cuanza Sul tem cadastrados nove mil 204 pessoas portadoras de deficiência.

O Dia Internacionalmente das Pessoas com Deficiência foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1992, para promover a defesa da dignidade, direitos e bem-estar desta camada da população.

Leia também
  • 03/12/2019 20:38:54

    Polícia alerta empresas de segurança para mudança de armas

    Moçâmedes - O segundo comandante provincial da Polícia Nacional do Namibe, subcomissário Fernando António, alertou hoje, terça-feira, em Moçâmedes, às empresas segurança privada para acelerarem o processo de substituição gradual de armas de guerra por de defesa.

  • 03/12/2019 16:35:24

    Furto de cabos eléctricos deixa bairro da Mapunda às escuras

    Lubango - O bairro da Mapunda, arredores da cidade do Lubango, província da Huíla, está há quatro dias privado do fornecimento de energia eléctrica, devido ao furto de 300 metros de cabos condutores, supostamente perpetrado por um grupo de marginais.

  • 03/12/2019 13:21:19

    Duas pessoas morrem electrocutadas em Saurimo

    Saurimo - Dois cidadãos de 28 e 32 anos, respectivamente, morreram, na segunda-feira, vítimas de eletrocussão, nos bairros Txizainga I e aldeia Missão, município de Saurimo (Lunda Sul).