Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

23 Dezembro de 2019 | 17h47 - Actualizado em 23 Dezembro de 2019 | 17h51

Masfamu reitera aposta no combate à pobreza

Luanda - As acções de combate à pobreza, através do reforço dos mecanismos de apoio técnico e metodológicos aos governos provinciais e as administrações municipais, é aposta do Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (Masfamu) para 2020.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Faustina Inglês, Ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (arquivo)

Foto: angop

Esse pronunciamento foi feito hoje, segunda-feira, em Luanda, pela ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Inglês, quando discursava na cerimónia de balanço e cumprimento de fim de ano aos trabalhadores do sector.

O Masfamu, frisou, vai reforçar a protecção social através da expansão da Municipalização da Acção Social, aproximando os serviços sociais às comunidades vulneráveis.

Para o efeito, referiu, foram construídos 25 Centros de Apoio Social Integrado (CASI) nas províncias de Luanda, Bengo, Benguela, Cabinda, Zaire, Malanje, Cuanza Norte, Cuanza Sul, Huambo, Cuando  Cubango, Cunene e Namíbe, respectivamente.

Salientou que estes centros se vão juntar aos das províncias do Uíge, Moxico e Bié inaugurados em 2018, no âmbito da Municipalização da Acção social, que é um novo modelo de intervenção descentralizado da política de protecção social.

Acrescentou que serão também reforçados os mecanismos de prevenção e combate à violência baseada no género, contra crianças e idosos, através de fiscalização e aplicação dos diplomas legais existentes.

Disse que este ano o Masfamu conseguiu realizar acções constantes do Plano de Desenvolvimento Nacional 2018/2022, apesar da limitação de recursos, com realce para o Programa de Transferências Sociais Monetárias que beneficiou 11. 473 crianças menores de cinco anos, com uma renda trimestral de nove mil kwanzas.

Apelou à sociedade a engajar-se na prevenção e combate à violência baseada no género, um fenómeno social que tem enlutado muitas famílias angolana e que na quadra festiva primem pela união, diálogo e concórdia.

Leia também
  • 18/12/2019 13:44:30

    Masfamu lança linha de apoio SOS-Criança

    Luanda - Um centro de chamadas telefónicas denominado "SOS-Criança" foi lançado hoje (quarta-feira), em Luanda, pelo Ministério da Família e Promoção da Mulher (Masfamu), e deverá começar a funcionar no I semestre de 2020.

  • 30/11/2019 13:34:07

    Governo descarta institucionalização do idoso

    Luanda- A ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Inglês Alves, afirmou hoje, sábado, em Luanda, que o governo descarta a institucionalização da pessoa idosa, uma vez que devem permanecer nas famílias, beneficiando do carinho conforto, protecção, diversão e recompensa por tudo quanto já fizeram.

  • 04/11/2019 16:02:51

    Angola na VI reunião pela igualdade de género da CPLP

    Luanda - Angola participa, de 5 a 6 deste mês, na República de Cabo Verde, na VI Reunião de Ministros e Responsáveis pela Igualdade de Género da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).