Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

09 Março de 2019 | 03h02 - Actualizado em 09 Março de 2019 | 02h58

Cuanza Norte: Autoridades preocupadas com casos de abandono do lar dades

Ndalatando - As autoridades da província do Cuanza Norte estão preocupadas com o aumento de casos de abandono de lar, sobretudo por mulheres, por consumo excessivo de álcool e prostituição.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte: Mulheres marchando em prol do 8 de Março

Foto: Lucas Leitão

Segundo a directora do gabinete provincial da Acção Social, Família e Igualdade do Gênero, Victória Braga Francisco, estas práticas representam as principais causas de conflitos familiares e destruição dos lares, onde as principais vítimas são os filhos, muitos dos quais voltados ao abandono.

A responsável,  que falava por ocasião do 8 de Março (Dia Internacional da Mulher), informou que em 2018 a  instituição foi chamada a intervir na solução de 80 casos de abandono de lar por mulheres, motivadas por uso excessivo de álcool e prostituição, envolvendo maioritariamente jovens da faixa etária dos 18 aos 35 anos de idade.

Para a responsável,  a situação está muitas vezes associada à fraca educação de base que estas mulheres tiveram na familia, aliado ao facto de terem constituído família de forma precoce e ainda na fase da adolescência.

Esta realidade, afirmou, merece uma reflexão profunda por parte da sociedade e das famílias que devem se empenhar na educação de base dos filhos, a fim de assegurar a moralização da sociedade.

Victória Braga manifestou-se igualmente preocupada com o aumento na província, de casos de transmissão dolosa do VIH-Sida, sobretudo por mulheres envolvidas em práticas de prostituição, atitude que considerou reprovável e passível de responsabilização criminal.

O 8 de Março (Dia Internacional da Mulher) foi ainda marcado em Ndalatando, capital da província, por uma marcha de repúdio contra a violência no género em que participaram cerca de 500 mulheres de vários estratos sociais.

Já no município de Cambambe, a efeméride foi marcada com a realização de uma actividade de reflexão sobre o papel da mulher na sociedade e a necessidade de uma maior atenção à massa feminina, decorrida na comuna de Massangano em acto orientado pela administradora municipal adjunta para área financeira e orçamental, Rosalina Madalena Chongo.

A responsável destacou o empenho dos órgãos da administração local no reforço das acções do Estado viradas à melhoria da assistência médica, acesso à água potável, formação especial e outras que têm estado a garantir uma melhor dignificação da mulher e o reforço da estabilidade familiar nas comunidades.

Leia também
  • 09/03/2019 00:25:13

    Moxico: Responsável feminina quer cultura de queixa no combate à violência doméstica

    Cameia - A directora do gabinete da Acção Social, Família e Igualdade do Gênero, Leonora Bimbi de Morais, apelou hoje, na vila da Cameia, às mulheres que criem a cultura de denuncia dos casos de violência doméstica, para desencorajar este mal.

  • 08/03/2019 21:10:20

    Munícipes exortados a participar na limpeza das comunidades

    Uíge - Os cidadãos moradores na província do Uíge foram exortados a participar activamente nas campanhas de limpeza e saneamento dos bairros, para a prevenção de doenças, segundo recomendação saída do primeiro Conselho de Auscultação das Comunidade de 2019, orientado pelo governador Pinda Simão.

  • 08/03/2019 19:25:20

    Huíla: Jovem detida por abandonar filha em lixeira na Matala

    Lubango - Uma jovem de 19 anos de idade foi detida hoje (sexta-feira), pela Polícia Nacional na província da Huila, por ter abandonado, quinta-feira, o seu filho recém-nascido, ainda com vida, numa lixeira, no município da Matala.