Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Março de 2019 | 05h45 - Actualizado em 12 Março de 2019 | 05h45

Governo projecta aproveitamento do rio Cuvelai para mitigar efeitos da seca

Ondjiva- O governo do Cunene vai aplicar parte dos 27 mil milhões, 636 milhões, 758 mil e 994 kwanzas, da dotação financeira no Orçamento Geral do Estado (OGE) /2019 para província, nos trabalhos de aproveitamento das águas existentes nas bacias dos rios Cunene e Cuvelai, para mitigar os efeitos da seca.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cunene: Governador Provincial - VigílioTyova.

Foto: José Cachiva

Actualmente no Cunene 250 mil pessoas estão afectados pela seca, com realçe para as zonas rurais, uma vez que as chimpacas e cacimbas secaram devido a irregularidade das chuvas e muitos cidadãos têm que percorrer entre 10 a 30 quilómetros a procura de água.

Em declaração à imprensa, à margem da cerimónia de empossamento de novos membros do governo, o governador do Cunene, Vigílio Tyova, disse que parte dos valores destinados ao Programa de Investimentos Públicos irá atender essa situação, construindo canais a céu aberto para acudir as famílias, o gado e para agricultura, tirando água nas bacias dos rios Cunene e Cuvelai.

"É necessário que se encontra uma solução definitiva e, essa medida, é a mais acertada, atacando a raiz do problema", reforçou o governante.

Entre os empossados constam a administradora municipal de Ombadja, Albertina Teresa José, o director do gabinete provincial de Infra-estruturas e Serviços Técnicos, Pedro Vindo, e o assessor do gabinete do governador, Feliciano Himulova.

De igual modo, foram empossados os chefes de departamento dos Recursos Minerais e de Tecnologia de Informação, Ester Paula Lucas e João Bem-Vindo, os administradores comunais de Ondjiva, Môngua, Evale e Nehone, Eusébio Komongula, Eufémia Hambekeleni, Porfírio Vatileni e Evangelista Fimanekeny.

Assuntos Província » Cunene  

Leia também