Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Março de 2019 | 00h05 - Actualizado em 16 Março de 2019 | 00h04

Tumulto no Rocha Pinto constitui destaque da semana social

Luanda - Um tumulto, envolvendo polícias e cidadãos, ocorrido na Avenida 21 de Janeiro, zona do Rocha Pinto, em Luanda, e que culminou com a morte da vendedora ambulante Juliana Kafrique, de 28 anos de idade, constituiu notícia de destaque na semana social que hoje (sábado) finda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A situação mereceu a condenação da vice-presidente do MPLA, Luísa Damião. Igualmente o governador de Luanda, Sérgio Luther Rescova, prestou o seu apoio à família com a garantia de emprego ao viúvo, bem como o comandante da Polícia Nacional, José Maria Sita, que igualmente visitou a casa de Juliana.

A Polícia Nacional anunciou, em comunicado, que vai responsabilizar civil e criminalmente o agente acusado de alvejar mortalmente a vendedora ambulante.

A corporação informou que, além do agente, serão responsabilizados o comandante da esquadra e o chefe de equipa. Estes dois últimos também serão alvos da medida de despromoção.

A semana foi também marcada pela participação de uma delegação Angolana, encabeçada pela ministra do Ambiente, Paula Francisco, em Nairobi (Quénia), na IV sessão da Assembleia da Organização das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEA-4).

O encontro serviu para abordar temas como os desafios ambientais  relacionados com a pobreza e a gestão dos recursos naturais,  incluindo sistemas alimentares  sustentáveis,   segurança alimentar, bem como deverão traçar estratégias para  travar  a perda  da biodiversidade, clico de vida  para  a eficiência dos recursos,   energia,   produtos  químicos  e gestão de resíduos.

No domínio da saúde, a semana ficou marcada com a revelação da existência de mil 651 pessoas com insuficiência renal e 10 unidades sanitárias públicas especializadas para estes casos.

No país, em média cada paciente em programa de hemodiálise realiza três sessões por semana nas 10 unidades existentes, factor que esta a permitir trabalhar numa lei do transplante, que irá reduzir os custos recorrentes da hemodiálise e proporcionar melhor qualidade de vida às pessoas afectadas.

Já a semana cultural, ficou marcada com o anunciou da realização do maior concurso de beleza feminino angolano treze anos depois fora de Luanda, com a cidade do Lubango, província da Huíla, a ser a escolhida para albergar, em Junho próximo, a edição 2019.

O anúncio do grupo de rap angolano SSP retornar aos palcos para um festival no dia da Paz (4 de Abril), na arena da marginal de Luanda, que servirá igualmente para comemorar os 28 anos de existência, foi outro assunto de destaque.

Leia também
  • 15/03/2019 18:07:02

    Secretária de Estado da Acção Social reitera engajamento da CVA

    Luanda - A secretária de Estado do Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Ruth Madalena Mixinge, disse esperar que a Cruz Vermelha de Angola (CVA) continue a dar o seu contributo no desenvolvimento integral das comunidades, sobretudo aquelas em situações de calamidade.

  • 15/03/2019 17:56:04

    UNTA-CS preocupada com índice de desemprego no país

    Luanda - A União Nacional dos Trabalhadores Angolanos - Confederação Sindical (UNTA-CS) está preocupada com as mais 100 mil pessoas desempregadas e sem qualquer tipo de protecção social do Estado que estima existirem no país.

  • 15/03/2019 16:14:45

    BP disponibiliza USD 580 mil para o programa de estágio profissional

    Luanda - Quinhentos e oitenta mil dólares americanos é o valor financiado pela British Petroleum (BP) Angola para o Programa de Estágio Profissional e Comunitários para Jovens Universitários da ONG Development Workshop (DW), edição 2019.