Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

30 Março de 2019 | 17h36 - Actualizado em 30 Março de 2019 | 23h04

Nada deve justificar a violência doméstica - Líder religiosa

Luanda - A líder da Igreja Teosófica Espírita, Suzete João, juntou hoje (sábado) a sua voz para repudiar o índice de violência doméstica que se regista no país, em muitos casos com perda de vidas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Líder da Igreja Teosófica Espírita, profetisa Suzete João

Foto: Miudo

"Apesar da complexidade do fenómeno, nada deve justiçar a brutalidade a que se assiste ultimamente”, afirmou Suzete João, quando falava à Angop a propósito da mês dedicado à mulher.

A religiosa sublinhou a importância da moralização das famílias, nas quais deve imperar o diálogo, a integridade e o resgate dos valores morais e cívicos.

A 28 deste mês, orgãos de comunicação social do país cumpriram um minuto de silêncio às 13h00 (hora dos principais noticiários) em prol da luta contra a violência doméstica, que viu também esta semana publicado, em Luanda, um livro sobre o assunto.

Em 2018, foram registados cerca de dois mil casos de denúncias de violência doméstica.

Dados do Instituto Nacional de Estatística (2015-2016) indicam que 32 por cento das mulheres foram vítimas de violência física, desde os 15 anos, e 22 por cento nos 12 meses anteriores ao inquérito.

Oito por cento das mulheres foram vítimas de violência sexual em algum momento, enquanto 34 por cento foi vítima de violência conjugal (física ou sexual) cometida pelo marido ou parceiro.

Assuntos Angola   Sociedade  

Leia também
  • 30/03/2019 14:57:09

    Vendedores em Mbanza Kongo querem armazéns no mercado da Bela Vista

    Mbanza Kongo - Os vendedores do novo mercado municipal de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire, condicionaram hoje, sábado, a sua afixação naquele espaço comercial, a transferência dos armazéns e câmaras frigoríficas ainda existentes no antigo mercado, localizado no bairro 11 de Novembro.

  • 29/03/2019 21:37:18

    Malanje: Prémio Provincial de Jornalismo estimado em AKZ mais de 6 milhões

    Malanje, 29/03(Angop)- Seis milhões e 600 mil kwanzas é o valor proposto pelo governo provincial de Malanje para a 3ª edição do prémio Provincial de Jornalismo, representando um acréscimo de mais 2 milhões em relação as edições de 2015 e 2016.

  • 29/03/2019 16:29:11

    Exclusão por deficiência física constitui violação de direitos

    Saurimo - A exclusão dos portadores na vida socioeconómica e política do país devido a sua deficiência física representa uma violação de direitos, afirmou hoje (sexta-feira), em Saurimo, o responsável da Associação dos Deficientes da Lunda Sul, Filipe Muandumba.