Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

25 Abril de 2019 | 21h38 - Actualizado em 25 Abril de 2019 | 21h37

Golungo Alto com novas infra-estruturas sociais

Ndalatando- A população do município do Golungo Alto, a 56 quilómetros de Ndalatando, capital da província do Cuanza Norte, conta desde hoje, quinta-feira, com novos empreendimentos sociais, construídos pela administração local, no âmbito do programa de combate a pobreza.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Entre as infra-estruturas inauguradas pelo governador provincial do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho, constam duas escolas primárias de três salas de aula cada, devidamente apetrechadas com carteiras, com capacidade para albergar 120 alunos cada.

Os empreendimentos foram todos construídos num período de seis meses, nas aldeias de Caluia e Quimbulo, tendo a última aldeia beneficiado igualmente de uma residência do tipo T3, para a acomodação dos professores.

A aldeia de Caluia conta no presente ano lectivo com 40 alunos matriculados, da iniciação a 3ª classe, prevendo-se no próximo ano arrancar com as aulas da 4ª classe. Por sua vez, Quimbulo tem 77 alunos, da iniciação a 4ª classe.

Em declarações à Angop, o director municipal da Educação no Golungo Alto, Mendonça Francisco da Silva, disse que, doravante, as crianças destas duas aldeias vão deixar de estudar em escolas precárias, sem o mínimo de condições de acomodação dos alunos, como acontecia no passado onde sentavam-se em pedras e tronco velhos de árvores

O município do Golungo Alto possui 30 escolas, correspondente a 167 salas de aulas, dos quais 28 são do ensino primário. Conta com 180 professores.

Adriano Mendes de Carvalho inaugurou também, na sede do município, a direcção municipal da Educação e uma creche com capacidade para albergar 50 crianças.

Os referidos investimentos estão orçados em de 66 milhões e 500 mil kwanzas.

Leia também