Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Maio de 2019 | 01h23 - Actualizado em 16 Maio de 2019 | 01h23

Administrador quer apoio das famílias para resgate de valores morais

Luanda - O administrador do distrito urbano do Ngola Quiluanje, província de Luanda, Orlando Paca, disse, quarta-feira, que os valores morais e cívicos dos angolanos estão a perder-se e, por isso, solicitou o apoio das famílias para o seu resgate.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O responsável fez esse apelo quando apresentava o tema “A família como principal factor da moralização da sociedade”, enquadrado numa palestra promovida pela JMPLA, sobre o Dia Internacional da Família, comemorado quarta-feira.

 Lembrou ser no meio familiar onde deve ser transmitidas as boas práticas sociais, como o respeito pelos adultos, o amor ao próximo, a obediência às normas do país, a solidariedade, o altruísmo, entre outros valores.

Admitiu que esses valores estão a perder-se, por isso, sublinhou ser necessário recuperar  tais princípios cívicos, culturais e morais para viver-se numa sociedade mais harmoniosa.

No seu entender, o processo de moralização da sociedade deve começar na família, por ser o núcleo principal de uma sociedade.

Por seu turno, o primeiro secretário municipal da JMPLA de Luanda, Nelson José, fez saber que a organização política que dirige vai desenvolver campanhas sobre o papel da família como principal factor da moralização da sociedade, com o objectivo de resgatar-se os valores morais.

Com essa medida, ressaltou, a JMPLA estará a contribuir para a redução dos níveis de delinquência, prostituição, entre outras acções reprováveis.

Segundo o responsável, algumas práticas negativas registadas a sociedade é resultado de famílias mal estruturadas.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também