Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Maio de 2019 | 15h25 - Actualizado em 16 Maio de 2019 | 15h25

Lunda Sul regista acima de 300 suicídios

Saurimo - Trezentos e dezassete casos de suicídio registaram-se na província da Lunda Sul, entre 2010 e o primeiro trimestre deste ano, revelou o chefe das operações do Comando Provincial da Polícia Nacional, Filipe Cachota.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

De acordo com a fonte, desse número, 81,2 por cento são homens e 18,7 por cento mulheres, da faixa etária entre os nove e os 92 anos de idade.

Frisou que dos quatro municípios que compõem a província, Saurimo registou o maior número de casos, com destaque para os bairros de Candembe, com 36 óbitos, e Sambukila (31).

Cacolo, Dala e Muconda são os demais municípios da província da Lunda Sul (nordeste do país), que possui uma população estimada em mais de 530 mil habitantes. Saurimo é a sua capital.

Filipe Cachota disse que técnicos de saúde e especialistas do Serviço de Investigação Criminal (SIC) têm realizado palestras e campanhas de sensibilização nas comunidades, com vista a desencorajar tais actos.

O governador da província da Lunda sul, Daniel Félix Neto, reconheceu que as dificuldades que enfrentam as pessoas estão na base da tomada de decisões precipitadas, muitas delas por frustração e falta de ocupação.

Por este facto, prometeu mobilizar empresários nacionais e estrangeiros para investirem na região, com vista a absorver jovens no mercado do trabalho, bem como construir mais escolas, espaços de lazer e vários serviços sociais, que visam a inserção e harmonização das famílias.

Preocupado com a situação, o governador defendeu uma reflexão séria, tendo, a propósito, apelado às igrejas no sentido de ajudarem na socialização das pessoas, união e desencorajamento dessas práticas e fenómenos negativos, com vista a construção de uma sociedade cada vez mais pacificada.

O sociólogo Isaac Capitão considera que vários factores concorrem para a prática do suicídio, tais como a crença no feiticismo, a pressão social, a ansiedade, a solidão, as dificuldades financeiras e os conflitos conjugais.

Para mitigar o mal – defende o sociólogo – as medidas passam pela construção de uma sociedade solidária, espírito patriótico e de partilha para com aqueles que mais sofrem, tendo em conta a fraca instrução e formação por parte de muitas pessoas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o suicídio uma questão complexa, cuja prevenção carece de coordenação e colaboração entre os múltiplos sectores da sociedade, incluindo saúde, educação, trabalho, agricultura, negócios, justiça, lei, defesa, política e comunicação social.

Segundo a OMS, cerca de um milhão de pessoas morrem anualmente, vítimas de suicídio (uma a cada 40 segundos), o que equivale a 1,4 por cento dos óbitos totais.

Alerta aos países para a adopção de estratégias nacionais de combate à morte voluntária, introduzindo políticas que visam a redução do uso nocivo do álcool, criando espaços para tratamento e cuidados de pessoas com transtornos mentais.

Recomenda-se que qualquer pessoa que tenha ou sofra de depressão, ameaça, tortura psicológica, beneficie de apoio e fortes laços familiares, partilhando os seus problemas sem tabu ou abrir-se com alguém de confiança que lhe possa amparar.

Leia também
  • 14/05/2019 19:48:47

    SIC recupera cabos eléctricos roubados

    Saurimo - O Serviço de Investigação Criminal (SIC) da província da Lunda Sul recuperou, este mês, diversos rolos de cabos eléctricos que tinham sido roubados de instalações da rede pública em bairros periféricos da cidade de Saurimo.

  • 08/11/2018 16:40:38

    População de Cassai-Sul e Muriege clama por infraestruturas sociais

    Saurimo - A população das comunas de Cassai-Sul e Muriege, município do Muconda (Lunda Sul), solicitou hoje, quinta-feira, ao Governo Provincial, a construção de infraestruturas e serviços sociais básicos, mormente escolas, postos de saúde e água potável.

  • 08/11/2018 09:11:39

    CPJ sugere medidas para melhoria do sector social

    Saurimo - O Conselho Provincial da Juventude na Lunda Sul, sugeriu hoje, segunda-feira, em Saurimo, algumas medidas que podem contribuir para a melhoria dos sectores da educação, saúde, emprego, formação profissional e habitação nesta região.