Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

21 Maio de 2019 | 23h32 - Actualizado em 27 Maio de 2019 | 11h41

CVA pretende cooperação com congénere turca

Luanda - A Cruz Vermelha de Angola (CVA) manifestou, nesta terça-feira, em Luanda, a intenção de manter um intercâmbio, na vertente de formação sobre primeiros socorros, com a sua congénere da Turquia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A intenção foi manifestada pelo presidente da CVA, Alfredo Pinto, ao embaixador da Turquia, Alp Ay, durante uma visita a instituição.

Para além da formação, o responsável da CVA frisou ter solicitado ao embaixador turco apoio para a ampliação das estruturas da sua escola, por  estar localizada no  município de Viana, com uma densidade populacional elevada.

Para os próximos dias, informou, está previsto uma formação de primeiros socorros envolvendo 30 mulheres residentes no município de Viana, com vista  a auxiliar em situação de sinistralidade rodoviária.

Por sua vez, o embaixador  da Turquia em Angola, Alp Ay,  assegurou que tudo fará para facilitar na construção de uma  ponte de ligação entre as duas Cruz Vermelha, enaltecendo ainda os serviços prestados por  estes profissionais na   sociedade.

Leia também
  • 24/05/2019 22:17:36

    Governador de Luanda quer colaboração na gestão da Zona Verde

    Luanda - O governador da província de Luanda, Sergio Luther Rescova, apelou (hoje) o envolvimento da comunidade na gestão e requalificação, em curso, da zona verde do Alvalade, no sentido de se evitar constrangimentos na utilização do espaço.

  • 24/05/2019 18:14:21

    Populares de Icolo e Bengo aconselhados sobre "jogos de azar"

    Luanda - A população da comuna de Cabíri, município de Icolo e Bengo, foi aconselhada hoje (sexta-feira), a evitar os jogos de sorte e azar, como forma de minimizar os conflitos que, nos últimos tempos, assolam a comunidade.

  • 23/05/2019 13:23:28

    Famílias reclamam por realojamento na Aldeia Solar de Cabíri

    Icolo e Bengo - Vinte e três famílias, das 150 da aldeia de Kassanzo, expropriadas do perímetro onde foi instalado o Projecto Integrado de Desenvolvimento Agrícola e Regional da Quiminha, juntaram-se na quarta-feira defronte a administração municipal de Icolo e Bengo para reclamar pela sua reinserção na Aldeia Solar de Cabiri.