Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

07 Junho de 2019 | 22h33 - Actualizado em 07 Junho de 2019 | 22h47

Famílias afectadas pela seca vão beneficiar de bens diversos

Menongue - As mais de setenta mil famílias camponesas afectadas pela seca, nos últimos meses, na província do Cuando Cubango, perfazendo mais de 350 mil pessoas, vão ser apoiadas com bens alimentares, sementes e outros produtos, garantiu hoje, sexta-feira, o secretário de Estado da Acção Social, Lúcio do Amaral.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à imprensa, no final de uma visita de quatro dias àquela província, onde constatou os efeitos da seca nos municípios do Cuangar, Calai e Dirico, o responsável disse que serão entregues bens alimentares e meios de trabalhos às famílias camponesas, correspondendo assim aos seus pedidos.

Esta garantia é feita numa altura em que as nove administrações municipais já estão a receber, do Gabinete de Acção Social, Família e Igualdade do Género, farinha de milho, arroz, feijão, conserva de carne, conserva de peixe de atum, óleo alimentar, massa alimentar, água mineral, sal, são, entre outros que fazem parte das 191 toneladas recebidas, numa primeira fase.

O secretário prometeu que os apoios vão chegar às famílias afectadas pela seca no Cuando Cubango, em função da sua deslocação àquela região pela segunda fez ao longo do ano em curso, sendo que na primeira constatou a situação nos municípios do Cuito Cuanavale e Cuchi.

Nesta deslocação, na interacção realizada com as famílias camponesas em que as mesmas solicitaram do governo sementes diversas, meios de trabalho de campo, para que correspondam com as políticas do Executivo, nesta fase crítica, apostar-se no cultivo das zonas baixas, aproveitando as áreas ribeirinhas.

A adopção, urgente, de técnicas modernas de cultivo para a extensão das actividades agrícolas, visando o aumento produtivo, consta da das solicitações, a par, através do ministério da Agricultura, o envio de máquinas que permitam cultivar áreas alargadas.

Pretende-se assim, consoante as famílias camponesas do Cuangar, Dirico e Cuangar, garantir novos postos de trabalho, bem como contribuir no desenvolvimento económico da província.

Lúcio do Amaral assegurou que o Executivo vai dar solução de todos os efeitos da seca, tendo, igualmente, avançado que o Cuando Cubango irá, brevemente, beneficiar do projecto “Municípios amigos da Criança”, já lançado pelo ministério, com a finalidade das administradores realizarem acções que assegurem a educação, saúde e não só, no âmbito da implementação dos 11 compromissos da criança.

Durante a sua visita aos municípios acima referenciados, Lúcio de Amaral sem avançar número de quantos hectares, procedeu o acto de entrega de terrenos aos camponeses, com vista a uma preparação atempada da terra para o cultivo, bem como bens alimentares a famílias afectadas, mitigando assim a situação da fome no seio destas comunidades.

A direcção da Acção Social, Família e Igualdade do Género já começou, no final do mês de Maio, a fazer a distribuição de 91 toneladas de bens alimentares e não alimentares às administrações municipais para fazerem chegar às famílias afectadas pela seca, onde foram destruídas as culturas de milho, massango, massambala e feijão-frade, até o gabo bovino.

Leia também