Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

19 Junho de 2019 | 14h05 - Actualizado em 19 Junho de 2019 | 14h05

Falta de verbas condiciona actividades da CVA

Saurimo - A Cruz Vermelha de Angola (CVA) na Lunda Sul deixou de fornecer qualquer tipo de apoio de emergência às populações necessitadas, desde 2017, por falta de financiamento para suportar as despesas e subsídios com seu pessoal e, em consequência o seu fraco funcionamento.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Distíco da Cruz Vermelha de Angola

Foto: Rosario dos Santos

Em declarações terça-feira, à Angop, o secretário provincial da organização, Eduardo Domingos, afirmou que em função da falta de verbas, a representação da CVA local não consegue realizar trabalhos de acompanhamento e apoio às vítimas de calamidades naturais, sensibilização das comunidades sobre o perigo das minas, combate ao VIH/Sida, tuberculose e doação de sangue nos hospitais.

“A falta de financiamento tem contribuido na fraca realização de actividades filantrópicas,  visto que  a função primordial da organização prende-se com a  sensibilização  da população  afim de participar   em diversas actividades sem fins lucrativos”, acrescentou.

Sublinhou que actualmente aguardam por financiamento e outro tipo de apoios, fundamentalmente da Federação Internacional da Cruz Vermelha e seus parceiros, enquanto isso, têm vindo a realizar trabalhos de sensibilização sobre cuidados primários de saúde nas comunidades, no âmbito da prevenção de várias doenças.

Eduardo Domingos disse que por falta de financiamento para entrega de estímulos ou compra de alimentos, não tem como ter ao seu dispor os mais voluntários na organização. Actualmente a Cruz Vermelha na Lunda Sul controla 48 socorristas e quatro funcionários.

A Cruz Vermelha de Angola foi criada a 16 de Março de 1978 e presta assistência social e médica a pessoas carentes.

Leia também
  • 14/06/2019 14:44:57

    Trinta crianças vivem com mães substitutas na Lunda Sul

    Saurimo - Trinta crianças menores de 16 anos de idade abandonadas vida pelas progenitoras vivem com mães substitutas na província da Lunda Sul, informou hoje, sexta-feira, o chefe de departamento da Acção Social Família e Igualdade do Género, Venâncio António.

  • 12/06/2019 15:51:46

    INAC regista 700 menores em trabalho perigoso

    Luanda - Pelo menos 700 petizes estiveram envolvidos, no primeiro trimestre deste ano, em trabalhos considerados perigosos, em todo país, indica o Instituto Nacional da Criança (INAC).

  • 11/06/2019 18:03:11

    Governador contra nepotismo e corrupção

    Saurimo - O governador provincial da Lunda Sul, Daniel Neto, alertou hoje, terça-feira, na cidade de Saurimo, aos gestores do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP) a evitarem o nepotismo, a corrupção e outras práticas do género, por serem acções criminosas.