Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

26 Junho de 2019 | 18h51 - Actualizado em 26 Junho de 2019 | 18h51

Apreendidas centenas de quilogramas de liamba no país

Luanda - A Polícia Nacional apreendeu, nas últimas semanas, centenas de quilogramas de liamba em todo país, no âmbito das acções de combate ao tráfico e consumo de estupefacientes.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Os dados foram revelados, nesta quarta-feira, à imprensa, pelos órgãos de segurança e ordem pública no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Luta Contra o Abuso, Uso e Tráfico Ilícito de Drogas.

No balanço apresentado à imprensa, na província do Cuanza Norte, as autoridades policiais indicam um registo de 1.162 quilogramas de estupefaciente, contra os 824 quilogramas da referida droga apreendidos e destruídos em igual período ao ano anterior.

A acção policial abarcou ainda a apreensão de 494 plantas de canabis sativa (liamba) e a destruição de 10 campos de produção da referida droga.

Foram detidos 100 cidadãos  implicados em acções de tráfico, cultivo e consumo de estupefaciente e, como consequência, abertos 77 processos-crime, dos quais 22 submetidos a julgamento sumário, em virtude dos seus autores serem autuados em flagrante.

Na província do Bengo, dois mil e 197 quilogramas e 45 gramas de cocaína  foram destruídas por incineração. Os produtos foram apreendidos nas localidades do Ambriz, Dande, Nambuangongo  e nas vias que ligam as províncias do Zaire, Uíge e Luanda.  

Por estas práticas, foram detidos 60 cidadãos, dos quais oito mulheres, disse.

Na terra da Palanca Negra Gigante (Malanje), a polícia nacional incinerou 4 toneladas e 452 quilos de estupefaciente e 12 gramas de cocaína.

O porta-voz do SIC, Lindo Ngola, afirmou que foram detidos 115 cidadãos nos municípios de Cacuso, Quela e Malanje.

O SIC registou 110 crimes de cultivo, uso e comercialização de drogas (menos 30 em relação ao igual período anterior).

As acções de combate da polícia incidiram também na província do Zaire, onde foi apreendida uma embarcação artesanal com 200 quilogramas de estupefaciente a bordo, no posto fluvial de Kimbumba, município do Soyo.

Esta é a primeira apreensão de liamba no referido posto fluvial este ano.

Enquanto no Cuando Cubango registou-se a apreensão, por parte das forças da ordem, de mais de noventa quilogramas e 97 plantas de estupefacientes.

O director provincial do SIC, Miguel Arcanjo Sumbo, informou à imprensa que a droga foi encontrada nos municípios do Cuangar, Calai e Menongue.

Em consequência, foram detidos 59 cidadãos, mais 38 em relação ao período anterior.

O 26 de Junho dia Internacional da Luta Contra o Abuso, Uso e Tráfico Ilícito de Drogas, foi instituída em 1987, pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), a data visa ajudar e sensibilizar as pessoas a tomarem consciência dos efeitos nocivos do consumo das drogas.

Leia também
  • 26/06/2019 17:36:53

    Cuando Cubango com mais de Akz 15 mil milhões para acções sociais

    Menongue - Quinze mil milhões, 402 milhões, 276 mil e 406 Kwanzas é o valor global que os nove municípios do Cuando Cubango vão receber para executar as acções sociais a partir do segundo semestre deste ano, no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

  • 25/06/2019 18:57:14

    CVA e instituições de ensino assinam acordo para doação de sangue

    Malanje - O Secretariado Provincial da Cruz Vermelha de Angola (CVA) de Malanje assinou hoje, terça-feira, um acordo de cooperação com instituições do ensino superior e médio da circunscrição, bem como o I Corpo do Exército das Forças Armadas Angolana (FAA) para recrutarem novos dadores de sangue.

  • 25/06/2019 17:51:36

    Agentes comunitários do Bengo em formação

    Caxito - Oitenta e nove Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário (Adecos) estão a ser formados, desde hoje, terça-feira, no município do Dande, província do Bengo, em gestão e tratamento na comunidade de casos simples de malária.