Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

04 Julho de 2019 | 04h01 - Actualizado em 04 Julho de 2019 | 01h42

Localidade da Pamba do Meio ganha iluminação pública

Lucala - A localidade da Pamba do Meio, adstrita ao município do Lucala, província do Cuanza Norte, conta desde quarta-feira, com o fornecimento de energia eléctrica a partir da barragem de Capanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O sistema foi inaugurado pelo governador da província do Cuanza Norte, Adriano Mendes de Carvalho, no âmbito da visita de 48 horas efectuada àquela circunscrição administrativa.

O mesmo compreende um posto de transformação de 50 Kavaiagem (KV), seis postos de iluminação pública e a rede de distribuição de energia eléctrica domiciliária para 80 famílias.

De acordo com o administrador municipal do Lucala, Mateus André Garcia, em declarações à Angop, a construção do sistema foi financiado pela administração local no âmbito do programa do governo do Cuanza Norte que visa electrificar as comunidades rurais da província.

Disse que a localidade da Pamba do Pneu, onde já tem instalado um PT de igual capacidade, será a próxima beneficiária do fornecimento de energia eléctrica a partir da barragem de Capanda, depois de, em Setembro de 2018, ter beneficiada, a zona da Pamba do Sector, também conhecida por Pamba Real, todas situadas ao longo da Estrada Nacional 230, no troço Ndalatando/ Lucala.

Estas localidades nunca tinham beneficiado de energia eléctrica.

O soba da aldeia da Pamba do Meio, Miguel André Agostinho, regozijou-se pelo facto de agora a localidade poder beneficiar de iluminação, o que poderá propiciar a realização de actividades nocturnas, tornando mais aprazíveis as noites.

Para si, o próximo desafio que lança ao governo é a colocação de um sistema de distribuição de água à localidade que nunca beneficiou destes serviços.

Disse que a população consome, actualmente, água não tratada tirada directamente do rio Pamba, que dista a um quilómetro da aldeia.

 Por sua vez, Sebastião António Domingos, líder de uma associação juvenil local, louvou o esforço empreendido pela administração municipal na implementação do referido sistema, salientando que o projecto veio dar outra imagem à circunscrição e um novo alento a vida das pessoas, que nunca tinham se beneficiado deste serviço.

O governador Adriano Mendes de Carvalho concluiu nesta localidade a sua visita de constatação e auscultação ao município do Lucala, a primeira, desde que foi nomeado em Dezembro de 2018.

Além de conhecer as estruturas do aparelho do Estado e os responsáveis do município, no local, o governante manteve encontros, separados, com membros da administração municipal, representantes de partidos políticos e com as autoridades tradicionais.

O município do Lucala, a 37 quilómetros a leste de Ndalatando, capital do Cuanza Norte, conta com uma população estimada em 22 mil e 674 habitantes.

Leia também
  • 02/07/2019 15:14:24

    Campanha de emissão do BI abaixo das expectativas

    Malanje - Apenas 370 crianças dos 6 aos 17 anos de idades beneficiaram do primeiro bilhete de identidade em Malanje, contra as mil inicialmente previstas durante a campanha de emissão do documento, denominada Meu 1º BI, rumo à Cidadania.

  • 01/07/2019 11:46:49

    SIC inutiliza oito mil caixas de refrigerantes e de cerveja

    Lubango - Seis mil caixas de refrigerantes e duas mil caixas de cerveja de diferentes marcas, consideradas impróprias para o consumo humano, foram, nesta segunda-feira, no Lubango, incineradas pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) da Huíla.

  • 30/06/2019 15:56:05

    Moxico: Geógrafo recomenda perfurações de poços de águas no meio rural

    Luena - O docente da Universidade Católica de Angola (UCAN), Tommaso Pippo, recomendou hoje, domingo, no Luena, província do Moxico, perfurações de poços de água no meio rural, ao invés do uso directo da água dos rios.