Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

16 Julho de 2019 | 17h39 - Actualizado em 16 Julho de 2019 | 17h39

Administrações municipais entregam bens em apoio às vítimas da seca

Huambo - Dezoito toneladas e 198 quilogramas de bens diversos arrecadadas, entre 12 de Junho a 15 deste mês, foram entregues hoje, terça-feira, ao Governo da província do Huambo para fazer chegar às famílias afectadas pela seca na região sul de Angola, numa iniciativa das administrações municipais.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O gesto de caridade, por parte das administrações municipais, encerrou a campanha “Huambo – semente da solidariedade”, promovida pelas autoridades do Planalto Central, desde o dia 12 de Junho, para atender “ ao grito de socorro” dos habitantes das províncias do Cunene, Namibe, Cuando Cubango e Huíla, que se  debatem com a falta alimentos e de água, na sequência da estiagem que ocorre desde Outubro de 2018.

Em acto testemunhado pela governadora da província do Huambo, Joana Lina, foram entregues bens alimentares, roupa usada, meios de higiene e outros bens de primeira necessidade, que se juntam as 12 toneladas entregues recentemente pelos membros da delegação local do Ministério do Interior e do Gabinete da Educação.

Ainda no âmbito da campanha “Huambo – semente de solidariedade”, camponeses agrupados em associações e cooperativas entregaram duas toneladas e 700 quilos de milho.

Na ocasião, a governadora do Huambo, Joana Lina, enalteceu a contribuição de todos os habitantes do Planalto Central, que repartiram o pouco que possuem com as vítimas da seca no sul do país, realçando que o gesto solidário enquadra-se na campanha nacional, em curso em todo território nacional, por iniciativa do Presidente da República, João Lourenço.

“Agradecemos a participação de todos aqueles que tornaram possível esta campanha, em apoio aos que mais sofrem devido a falta de chuva”, enfatizou a governante, para quem a prática da solidariedade constitui, por si só, um gesto muito importante para todo ser humana.

Joana Lina instou, por esta razão, a população do Huambo estimada em dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, a continuar a promover actos de solidariedade para apoiar todos aqueles que se debatem com a carência de bens de primeira necessidade, alguns deles internados em lares e centros de acolhimento.

Por sua vez, a directora do Gabinete da Acção Social, Família e Igualdade do Género, Maria de Fátima Cawewe, realçou que os municípios da Caála, Ucuma, Longonjo, Huambo, Cachiungo e Mungo foram, entre os 11 que compõe o Planalto Central, os que mais donativos arrecadaram.

Das províncias da região Sul de Angola, a do Cunene é a mais afectada, pois enfrenta, desde Outubro de 2018, a mais severa estiagem da sua história, que já deixou mais de oitocentas mil famílias e mais de um milhão de bovinos à beira da morte.

São, no total, 857 mil 443 pessoas a viver os efeitos da estiagem e um milhão e 100 bovinos em risco de morte, por fome ou por sede. A falta de chuva prejudica a agricultura de subsistência, visto que as sementes não germinam e a colheita está comprometida.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 16/07/2019 17:24:32

    Vice-governador reconhece insuficiência de médico

    Huambo - Os 248 médicos que o sector da saúde da província do Huambo possui está muito aquém do desejado para um atendimento mais especializado e de qualidade, visando a melhoria da assistência médica e humanização dos serviços prestados região, admitiu hoje, terça-feira, o vice-governador provincial para sector Social, Político e Económico, José Cornélio.

  • 16/07/2019 17:03:29

    Educação e saúde entre as principias "bandeiras" no Bailundo

    Bailundo - A melhoria das condições de ensino/aprendizagem, do atendimento médico e medicamentoso, da mobilidade entre o campo e a cidade, bem como o reforço do saneamento básico, constituem as principais "bandeiras" da administração do município do Bailundo, a 75 quilómetros a Norte da cidade do Huambo.

  • 15/07/2019 21:40:10

    Governadora recomenda análise profunda sobre igualdade no género

    Huambo - A governadora da província do Huambo, Joana Lina, recomendou hoje, segunda-feira, que se faça uma análise profunda e com maior abrangência sobre os aspectos culturais que ainda constituem tabu, em questões de igualdade de género, para o alcance dos objectivos preconizados pelas autoridades angolanas.