Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

19 Julho de 2019 | 14h54 - Actualizado em 19 Julho de 2019 | 15h36

Governadora ressalta valor do PIIM no desenvolvimento do Huambo

Huambo - A construção de 31 escolas do ensino geral e de 22 unidades hospitalares, bem como a execução de 18 projectos voltados ao bem-estar das famílias, destacam-se nas acções do Governo da província do Huambo, no âmbito do Programa Integrado de Intervenção dos Município (PIIM).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O facto foi realçado, esta sexta-feira, pela governadora da província do Huambo, Joana Lina, quando apresentava a visão de desenvolvimento do Planalto Central, durante o Fórum sobre as Potencialidades Locais.

Na ocasião, afirmou que o PIIM, lançado recentemente pelo Executivo, constitui uma oportunidade para a dinamização do Programa Local de Desenvolvimento e Melhoria do Bem-estar Comum, por trazer soluções concretas para os problemas de cada município.

Informou que a construção dos empreendimentos previstos visa reforçar os sectores da educação e saúde, indispensáveis para o desenvolvimento harmonioso da região.

A governadora disse que o PIIM prevê executar 18 projectos de protecção das famílias, dos antigos combatentes e veteranos da pátria e outros ligados ao sector da juventude e desporto, bem como de fomento ao ramo produtivo e económico, através da aquisição de cinco brigadas de mecanização agrícola, composta por dez tractores cada.

Por isso, Joana Lina realçou a importância deste programa para o Plano local de Desenvolvimento, com 50 acções prioritárias, traçadas à luz do Plano Nacional 2018/2019, cuja missão consubstancia-se na recuperação do título de segundo maior parque industrial de Angola, depois de Luanda (capital do país).

A intenção, segundo a governante, passa por tornar a região numa zona economicamente forte e empreendedora, com um turismo desenvolvido nas várias dimensões que, por sua vez, deve envolver todos os habitantes na identificação de parcerias público/privadas e na divulgação das potencialidades de cada um dos 11 municípios.

O Fórum sobre potencialidades da província do Huambo realizado à margem da primeira edição da produção local, aberto quinta-feira, e nele estão em discussão temas como “O impacto do crédito agrícola no desenvolvimento da província” e “A indústria como factor de desenvolvimento e as suas perspectivas”.

Mereceu igualmente a atenção dos participantes a abordagem sobre “A prospecção das terras raras e do ouro nos municípios do Longonjo e Chicala-Cholohanga, respectivamente” e “Economia actual - bases para o fomento empresarial e promoção do emprego”.

A província do Huambo, com uma extensão territorial de 35 mil e 771 quilómetros quadrados, possui uma população estimada em dois milhões, 389 mil e 231 habitantes, na sua maioria camponeses.    

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 19/07/2019 11:40:36

    Mãe mata filha por "roubar" milho

    Huambo - Uma mulher de 43 anos de idade foi detida quinta-feira, no município do Longonjo, a 62 quilómetros da cidade do Huambo, por suposto assassinato da própria filha de 11 anos, a quem acusou de ter subtraído dois quilos de milho, soube hoje, sexta-feira, a Angop.

  • 17/07/2019 20:39:13

    Rixa entre grupos de supostos marginais termina em morte na Caála

    Caála - Um jovem de 23 anos de idade morreu, na noite desta terça-feira, numa das ruas do bairro Cemitério, arredores da cidade da Caála (Huambo), após uma rixa entre grupos marginais, motivada supostamente por questões passionais, soube hoje, quarta-feira, a ANGOP.

  • 17/07/2019 11:27:51

    Explosão de morteiro mata três crianças no Ucuma

    Huambo - Três crianças, com idades entre os 11 aos 14 anos, morreram e uma outra ficou gravemente ferida, na sequência da explosão de um morteiro de RPG-7, ocorrida esta semana, na vila do Ucuma, a 87 quilómetros a Oeste da cidade do Huambo.